PALAVRA DO ECONOMISTA

Agenda Econômica – 20/01 a 24/01

Veja aqui os eventos da próxima semana

Destaque da semana

Nesta semana a agenda econômica foi marcada pelos dados de atividade econômica tanto na economia doméstica quanto no exterior. No Brasil, destaque para a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) e o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br). No exterior, chamaram atenções os dados do PIB chinês no quarto trimestre, além da produção industrial e vendas no varejo também referente à China. Além disso, nesta semana as duas grandes potências, Estados Unidos e China, assinaram um acordo parcial de comércio, conhecido como Fase 1.

O produto interno bruto do último trimestre de 2019 da China avançou 6,0% ante o mesmo período do ano anterior e fechou o ano de 2019 com avanço de 6,1%, levemente abaixo do esperado pelo mercado de 6,2%.

Ainda na China, no setor industrial, o índice de produção industrial do mês de dezembro avançou 6,9% em relação ao mesmo período do ano anterior, desempenho acima do esperado, a projeção era de expansão de 5,9%. Com este resultado, o avanço da indústria chinesa em 2019 foi de 5,7%.

No varejo, também houve avanço acima do esperado, em dezembro, as vendas acresceram 8,0% em relação a dezembro de 2018. O mercado esperava alta de 7,9%.

Estes resultados, em conjunto com a assinatura do acordo comercial preliminar com os Estados Unidos, ajudaram a afastar o temor de uma desaceleração mais brusca da economia chinesa.

No cenário doméstico, por outro lado, os dados de atividade foram mistos. O setor de serviços, segundo a PMS, apresentou recuou de 0,1% em novembro, na série ajustada sazonalmente e avanço de 1,8% na comparação contra o mesmo período do ano anterior, o mercado esperado, para esta última métrica, avanço de 2,0%.

O comércio varejista, a despeito de um desempenho positivo, avançou apenas 0,6% em novembro frente a outubro, na série livre de sazonalidade. Nossa expectativa de crescimento era de 2,0% e o mercado de 1,2%. Na comparação interanual, o avanço foi de 2,9%. O destaque ficou para o fraco desempenho da Black Friday (para saber mais, leia nosso post completo aqui).

Por fim, de forma contrária aos indicadores de novembro, o IBC-Br, também referente ao mês de novembro, apresentou desempenho positivo e acima do esperado. Na variação mensal e ajustada sazonalmente, o índice cresceu 0,18% ante outubro, nossa expectativa era de queda de 0,27% e o mercado esperava valor menos negativo de -0,05%.

Os dados de novembro referente à atividade econômica preocuparam os mercados quanto à retomada da atividade econômica no segundo semestre, no entanto, importante enfatizar que a média de três meses dos indicadores citados ainda apresentam tendência positiva e, desta forma, não altera o cenário de melhora marginal da atividade econômica para o último trimestre de 2019 e de uma retomada gradual da economia brasileira.

Próxima semana

Para a próxima semana, o destaque da agenda doméstica fica para o IPCA-15 de janeiro, primeira divulgação com a nova POF (Pesquisa de Orçamentos Familiares, que indica a cesta de consumo que índice de preços passará a acompanhar). Nossas projeções indicam taxa de inflação de 0,64%. Após a alta de 1,05% em dezembro, pressionado principalmente por proteínas, nesta publicação, esperamos certo arrefecimento na pressão em Alimentação, em linha com indicadores de inflação coincidentes.

Rafael G. Cardoso, economista-chefe

rafael.cardoso@bancodaycoval.com.br

Antônio Castro, analista econômico

antonio.castro@bancodaycoval.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Privacy Settings
We use cookies to enhance your experience while using our website. If you are using our Services via a browser you can restrict, block or remove cookies through your web browser settings. We also use content and scripts from third parties that may use tracking technologies. You can selectively provide your consent below to allow such third party embeds. For complete information about the cookies we use, data we collect and how we process them, please check our Privacy Policy
Youtube
Consent to display content from Youtube
Vimeo
Consent to display content from Vimeo
Google Maps
Consent to display content from Google
Spotify
Consent to display content from Spotify
Sound Cloud
Consent to display content from Sound