INVESTIMENTOS, VÍDEOS

Asset 1, gestora novata com time experiente, registra retornos consistentes com multimercado lançado em plena pandemia

A gestora Asset 1 nunca viveu em uma época de calmaria. Isso não é exagero retórico: a casa de investimentos foi aberta oficialmente no dia 1° de abril, quando a pandemia já afetava as vidas das pessoas e os negócios em todo o mundo. Sob tempestade desde que surgiu, a gestora alcançou, em pouco mais de seis meses, uma rentabilidade nominal de mais de 13% com seu único fundo, o multimercado A1 Hedge, que já acumula um patrimônio líquido total de mais de R$ 1 bilhão.

É claro que os fundadores da Asset 1 não tinham como prever o surgimento do coronavírus. Mas desde, o início, sua ideia era criar um fundo que fosse capaz de dar retornos consistentes tanto em cenários otimistas quanto em momentos de pessimismo, como o atual.

Para isso, uma das decisões-chave foi a de seguir a política de gestão conhecida como “macro trading”. Esse modelo combina leituras de cenários de médio e longo prazos com a identificação de gatilhos que podem determinar, no curto prazo, a variação dos preços de ativos como ações, câmbio e juros.

“O Brasil é um país emergente, alavancado, onde as coisas mudam com muita rapidez. Não adianta só fazer análise de fundamento”, diz Marcello Siniscalchi, que ocupa o posto de principal executivo de investimentos da Asset 1. “Com mudanças tão rápidas, não dá para a gente comprar um papel e segurá-lo por dois ou três anos.”

Siniscalchi e Pedro Bragança, responsável pela área comercial da Asset 1, participaram da série Conexão Daycoval, conduzida por Marcos Lyra, gerente da Daycoval Investimentos, e Geisi Panontin, analista sênior de investimentos do Banco Daycoval. Na conversa, eles falaram sobre a trajetória da gestora e como o plano de lançá-la foi mantido mesmo com as grandes incertezas impostas pela pandemia.

O time de 21 pessoas é formado por profissionais com larga experiência. Marcello Siniscalchi, por exemplo, até 2019 comandava a Itaú Asset, de onde saiu para criar a Asset 1. No grupo estão ainda Marcelo Fatio, também egresso da Itaú Asset, e Carlos Viana, ex-economista do Fed de Nova York e ex-diretor de Política Econômica do Banco Central.

Após nove meses de pesquisas, desenvolvimento de sistemas e montagem de equipe, a gestora lançou seu multimercado apenas com recursos dos sócios. Só depois de mais de dois meses abriu-se para a captação de recursos de terceiros.

O desempenho firme do A1 Hedge em um cenário tão adverso como o de 2020 mostra que a decisão de manter o cronograma de lançamento do fundo foi acertada. As incertezas da economia, em particular no cenário local, persistem, mas, como explica Siniscalchi, o fundo foi pensado para buscar retornos sob qualquer tempo.

“A gente já virou essa carteira umas quatro vezes”, afirma. “Seria muito difícil conseguir a performance que a gente conseguiu até aqui, nesse ambiente volátil, de nervosismo, se ficássemos sentados sobre uma única posição.”

O A1 Hedge já disponível na plataforma Daycoval Digital.

Por Patrick Cruz

Privacy Settings
We use cookies to enhance your experience while using our website. If you are using our Services via a browser you can restrict, block or remove cookies through your web browser settings. We also use content and scripts from third parties that may use tracking technologies. You can selectively provide your consent below to allow such third party embeds. For complete information about the cookies we use, data we collect and how we process them, please check our Privacy Policy
Youtube
Consent to display content from Youtube
Vimeo
Consent to display content from Vimeo
Google Maps
Consent to display content from Google
Spotify
Consent to display content from Spotify
Sound Cloud
Consent to display content from Sound