INVESTIMENTOS

A Guerra Comercial China X EUA e como investir em 2019

A calmaria durou pouco. A taxa básica de juros (Selic) caiu, a bolsa estava em alta, o real estava se valorizando em relação ao dólar e, de repente, estouraram novas notícias sobre a guerra comercial entre os Estados Unidos  X China. É nessa hora que você pensa o que fazer para proteger seu dinheiro!

Em primeiro lugar, é importante entender o que é a tal guerra comercial Estados Unidos x China. A China é o maior exportador do mundo e os Estados Unidos são o maior mercado para os produtos chineses. Logo que assumiu a presidência dos EUA, Donald Trump anunciou o aumento de tarifas (impostos) para produtos chineses. Em troca, o país asiático também aumentou as taxas de importação para produtos americanos e ainda promoveu uma desvalorização de sua moeda, o Yuan, tornando os produtos chineses ainda mais competitivos em todo o mundo.

Diante deste cenário, como investir em 2019?

De acordo com Marcos Alexandre Lyra, Gestor da Daycoval Investimentos, a tensão entre as duas maiores economias do mundo tem gerado grande volatilidade no mercado financeiro. E o que é volatilidade? É a grande oscilação no valor dos ativos financeiros, sejam eles dólar, ações na bolsa ou mesmo juros.

“Uma das melhores formas de proteger os investimentos em um momento assim, além de diversificar a carteira de investimentos, é aplicar em ações ou fundos de ações com baixa liquidez”, explica o gestor. O motivo é que essas ações tendem a sofrer menos os efeitos da volatilidade do mercado nacional e internacional em um momento como o atual, da guerra comercial China X EUA.

A Reforma da Previdência ajuda?

Neste cenário de instabilidade e alta volatilidade internacional, o Brasil consegue ter notícias positivas, o que tem ajudado a diminuir um pouco a tensão no mercado de capitais doméstico.

A principal boa notícia é a Reforma da Previdência, que já foi aprovada em dois turnos na Câmara dos Deputados e agora vai para o Senado. A reforma é importante para que o País volte a ter equilíbrio fiscal, o que permitirá que as empresas invistam, gerem empregos e que a economia volte a crescer.

Lyra lembra que ainda há duas boas notícias no horizonte para a economia brasileira que também impactam a forma como você deve investir em 2019: a reforma tributária, que será anunciada em breve pela equipe econômica, e a queda da taxa básica de juros (Selic).

Veja três sugestões de como investir em 2019:

  1. Fundos com exposição a juros reais: se as reformas forem todas aprovadas, a tendência é que a taxa básica de juros, a Selic, continue a cair. Mas a taxa real da economia brasileira deve continuar entre as maiores do mundo. A taxa real de juros é a diferença entre a rentabilidade do seu investimento e a inflação, ou seja, o que efetivamente você ganhou com a aplicação financeira. Então fique atento aos fundos de renda fixa, que são conservadores, mas ainda podem compensar. Veja aqui.
  2.  Fundos com exposição a ações: já falamos aqui que, com a Reforma da Previdência quase sendo finalizada e com a redução da taxa básica de juros, a Selic, o cenário econômico está mais otimista. Então é hora de olhar com cuidado o mercado de ações. Você tem medo de escolher sozinho as ações em que quer investir diante do cenário desafiador da guerra comercial China X EUA? Para isso existem os fundos de ações. A Plataforma Aberta do Daycoval Investe oferece fundos de ações da Daycoval Asset Management e também de terceiros.
  3. Fundos Multimercados: esses fundos têm gestão bastante ativa e mesclam várias modalidades de ativos, como juros, ações e ativos cambiais. Ou seja: em momentos de grande volatilidade, as equipes de gestão conseguem criar estratégias para aumentar a rentabilidade. Os multimercados são ideais para quem busca diversificar o portfólio, pois possibilitam que obtenha um melhor retorno em períodos com maiores oscilações, como o atual, da guerra comercial China X EUA.

Agora que você já sabe onde investir em 2019, mesmo diante da guerra comercial China X EUA, você pode conferir as sugestões da Daycoval Asset Management aqui. E lembre-se: rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Privacy Settings
We use cookies to enhance your experience while using our website. If you are using our Services via a browser you can restrict, block or remove cookies through your web browser settings. We also use content and scripts from third parties that may use tracking technologies. You can selectively provide your consent below to allow such third party embeds. For complete information about the cookies we use, data we collect and how we process them, please check our Privacy Policy
Youtube
Consent to display content from Youtube
Vimeo
Consent to display content from Vimeo
Google Maps
Consent to display content from Google
Spotify
Consent to display content from Spotify
Sound Cloud
Consent to display content from Sound