Dinheiro & Negócios

Dados da atividade econômica e suas implicações

O IBC-Br de novembro mostra recuperação da atividade econômica e sinaliza um PIB no quarto trimestre melhor do que o esperado.

Olá, eu me chamo Antonio, sou analista econômico na Daycoval Asset Management e hoje eu vou falar um pouco sobre os dados de atividade econômica de novembro do ano passado e suas implicações para o PIB do último trimestre de 2021 e do crescimento para 2022.

No último vídeo que gravei comentando estes pontos, sinalizei uma perda de ímpeto da atividade econômica no quarto trimestre de 21, com repercussões negativas para o crescimento tanto para 2021 quanto para 2022. No entanto, após a divulgação dos dados de novembro do IBGE e Banco Central do Brasil para a economia brasileira, nossa perspectiva para o crescimento de 2021 melhorou.

Prevíamos que o PIB do último trimestre do ano passado cairia cerca de 0,8% na comparação com o terceiro trimestre, mas nossos modelos de alta frequência passaram a indicar desempenho um pouco melhor, principalmente após a divulgação dos dados de Serviços.

Serviços avançou 2,4% em novembro, muito acima do esperado por nós e pelo mercado. Este desempenho positivo foi puxado principalmente por Serviços Prestados às Famílias (+2,8%), Comunicação (+5,4%) e Transportes (+1,8%). Essa melhora do ímpeto do setor de serviços está em linha com o esperado por nós de um crescimento puxado pelo consumo de serviços em detrimento do consumo de bens.

Outro setor que também surpreendeu nos dados de novembro foram as vendas no comércio varejista. O Varejo parece ter surfado alguma melhora devido à Black Friday crescendo +0,6% na variação mensal, ante expectativa de estabilidade. Na abertura por segmentos, Hipermercados (+0,9%) e Artigos Farmacêuticos (1,2%) foram os principais responsáveis pelo crescimento no período. Também suportando nossa tese de que bens básicos mais atrelados à renda, ou seja, que não precisam de crédito para realização do consumo terão performance melhor do que o restante dos setores.

Já a indústria atuou no sentido oposto aos demais setores da economia brasileira. Pressionada ainda por escassez de insumos devido à desorganização das cadeias globais de valor e pela desaceleração de setores mais atrelados ao investimento, como bens de capital fez com que o desempenho da indústria em novembro fosse negativo em 0,2%.

Mas mesmo com alguma heterogeneidade nos dados da atividade econômica de novembro, o IBC-Br mostrou alta de 0,7% na comparação com outubro, cessando um movimento de quatro variações negativas do indicador e indicando que os fatores positivos sobrepuseram a queda da indústria.

Desta forma, como indiquei há pouco, a melhora da atividade econômica nos deu suporte para alterar nossa projeção atual de queda de 0,8% na comparação com o terceiro trimestre para queda um pouco menor de -0,5%. Nossa expectativa para o crescimento total de 2021 é 4,5% e, para 2022, mantemos nossa perspectiva de alta em 0,5% do PIB.

Em relação ao crescimento de 2022, apostamos na tese de continuidade da recuperação do setor de Serviços, principalmente dos serviços prestados às famílias e dos serviços públicos, com consequente retomada do emprego como forma de sustentação do consumo.

Mas o risco do espalhamento da nova variante da COVID-19, a Ômicron, impõe cautela para esta visão. Além de adicionar viés negativo à estabilidade da Indústria em 2022 devido à possível postergação da normalização das Cadeias Globais de Valor, com o espalhamento da doença no mundo, mas principalmente na China.

Para o setor agropecuário, matemos nossa perspectiva positiva para as safras de 2022, cuja projeção é de safra recorde. Mas as sinalizações de quebras de safra devido às chuvas neste começo de ano também criam sinal de alerta, que ao nosso ver ainda é marginal e não deve impactar sobremaneira o PIB agro.

Privacy Settings
We use cookies to enhance your experience while using our website. If you are using our Services via a browser you can restrict, block or remove cookies through your web browser settings. We also use content and scripts from third parties that may use tracking technologies. You can selectively provide your consent below to allow such third party embeds. For complete information about the cookies we use, data we collect and how we process them, please check our Privacy Policy
Youtube
Consent to display content from Youtube
Vimeo
Consent to display content from Vimeo
Google Maps
Consent to display content from Google
Spotify
Consent to display content from Spotify
Sound Cloud
Consent to display content from Sound