INVESTIMENTOS, VÍDEOS

Destaque com fundo de ações, Forpus lança seu primeiro multimercado; conheça

Cinco anos e meio depois da estreia de seu bem-sucedido fundo de ações, a Forpus Capital lançou em setembro seu primeiro multimercado. O Forpus Multiestratégia combina a experiência da gestora em renda variável com aportes em criptoativos, escolhidos como um elemento de diversificação – e de aposta no futuro.

O bitcoin é o criptoativo mais conhecido, embora esteja longe de ser o único. Luiz Nunes, um dos sócios da Forpus, acredita que esses ativos podem representar um divisor de águas tão importante para a indústria de investimentos quanto a internet e as empresas pontocom foram há cerca de duas décadas.

“No Multiestratégia, os criptoativos são a cereja do bolo”, diz Nunes. Ele participou nesta quinta-feira (8/10) da série Conexão Daycoval, conduzida por Marcos Lyra, gerente da Daycoval Investimentos, e Geisi Panontin, analista sênior de investimentos do Banco Daycoval.

Nunes explicou que até 30% do multimercado da gestora será alocado no Forpus Ações. O “Forpão”, como também é chamado no mercado – e que no momento está fechado para novos cotistas –, rendeu 405,6% entre sua criação, em março de 2015, e o último mês de setembro. O desempenho ficou bem acima do registrado pelo Ibovespa, que acumulou rentabilidade de 95,9% nesse período.

O Multiestratégia fará aplicações também em juros, câmbio e commodities. Essa “camada de proteção” do fundo poderá investir de 0% a  15% de sua carteira, de acordo com o momento de mercado e suas convicções.

Os aportes em criptoativos, por sua vez, poderão chegar a 20% da carteira. Para “não escolher um só cavalo”, como diz Nunes, as aplicações serão feitas no HDAI, índice desenvolvido pela gestora Hashdex que acompanha o desempenho de 13 a 15 criptoativos. O bitcoin, com mais de 70%, é hoje o de maior peso no indicador, que passa por rebalanceamentos trimestrais. Neste ano, o HDAI acumula alta de quase 60%.

O sócio da Forpus Capital explica a opção por aplicar em um indicador e não especificamente em bitcoin ou outros ativos do gênero. “Vamos imaginar que estamos em 1999, concluímos que a internet é o futuro e decidimos investir nas duas maiores empresas do setor. Naquele momento, nós teríamos comprado ações de Yahoo e AOL”, exemplifica. “Vinte anos depois, nós teríamos acertado, a internet era mesmo o futuro, mas ficado pobres. Afinal, essas empresas não viraram exatamente o que se esperava delas.” Segundo Nunes, com bitcoin, criptoativos e blockchain, a lógica é parecida. “Não dá para saber qual desses ativos vai ser o mais relevante no futuro, mas sem dúvida essas tecnologias vão se desenvolver bastante.”

O Forpus Multiestratégia – já disponível na plataforma Daycoval Digital – terá taxa de administração de 1,75%; a de performance será de 20% sobre o que exceder o CDI (semestral). Assim como no “Forpão”, os sócios da gestora são os maiores cotistas do novo fundo. “Isso alinha os interesses do time de gestão e os dos outros cotistas”, afirma.

A íntegra da conversa com Luiz Nunes está disponível abaixo. Assista:

Privacy Settings
We use cookies to enhance your experience while using our website. If you are using our Services via a browser you can restrict, block or remove cookies through your web browser settings. We also use content and scripts from third parties that may use tracking technologies. You can selectively provide your consent below to allow such third party embeds. For complete information about the cookies we use, data we collect and how we process them, please check our Privacy Policy
Youtube
Consent to display content from Youtube
Vimeo
Consent to display content from Vimeo
Google Maps
Consent to display content from Google
Spotify
Consent to display content from Spotify
Sound Cloud
Consent to display content from Sound