DOIS MINUTOS DE BOLSA

Dois minutos de bolsa – 28/07/2020

História do dia: “A temporada de balanços a todo vapor”

  • As rodadas de estímulos continuam e os mercados se aproveitam do excesso de liquidez, seguindo uma tendência de alta, não tão clara na data de hoje, em que qualquer notícia negativa relacionada ao COVID-19 faz os mercados recuarem e tem proporcionado pontos de entrada ao longo desta recuperação.
  • Evidente que o cenário ainda não é claro à frente, contudo no Brasil a temporada de balanços do 2t19 começou a todo vapor. Destacamos o resultado do Carrefour com alta de vendas muito expressivas frente a igual período de 2019, trazendo assim novidades positivas para a companhia durante o período de quarentena.   
  • Para quem tem preocupação com “os dados vindos da China” A Fitch reafirmou o rating em moeda estrangeira e de longo prazo da China em A+, com perspectiva estável. Para a Fitch, a economia da China está apresentando uma recuperação notável, após o choque da pandemia de coronavírus, e deverá crescer 2,7% este ano. Anteriormente, sua previsão de alta do Produto Interno Bruto (PIB) chinês era de 1,2%.
  • As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em alta nesta terça-feira, sustentadas por ações de tecnologia e consumo em meio a expectativas de novos estímulos fiscais nos EUA, mas também atentas à disseminação do coronavírus pelo mundo e à deterioração das relações entre americanos e chineses. Na China continental, o índice Xangai Composto subiu 0,71%. O sul-coreano Kospi se valorizou 1,76% em Seul, e o Hang Seng teve alta de 0,69% em Hong Kong. Por outro lado, o japonês Nikkei caiu 0,26% em Tóquio. Na Oceania, o S&P/ASX 200 recuou 0,39% em Sydney. Às 7h25, o dólar caía a 105,18 ienes, ante 105,39 ienes no fim da tarde de ontem.

Empresas:

  • Balanços: O investidor analisa os números do Carrefour Brasil no segundo trimestre, e repercute uma nova proposta de Claro, TIM e Telefônica Brasil pelos ativos de telefonia móvel da Oi. Também é analisada a vitória da AES Corp na disputa com a Eneva pela fatia do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) na AES Tietê.
  • Rumo: Indo para os follow ons, o Broadcast apurou que a oferta planejada pode chegar a R$6 bi. A empresa chamou uma Assembleia Geral Extraordinária (AGE) para o próximo dia 11 de agosto para deliberar sobre a realização da operação.
  • Vale: Estendeu por 45 dias o prazo de negociação com a New Century Resources (NCR), da Austrália, para a venda da Vale Nova Caledônia (VNC). Segundo a mineradora, a extensão do prazo vai permitir a conclusão da “due diligence” pela NCR. A unidade, localizada em um arquipélago francês ao Sul do Oceano Pacífico.

Enrico Cozzolino, analista de investimento CNPI-t enrico.cozzolino@bancodaycoval.com.br

Privacy Settings
We use cookies to enhance your experience while using our website. If you are using our Services via a browser you can restrict, block or remove cookies through your web browser settings. We also use content and scripts from third parties that may use tracking technologies. You can selectively provide your consent below to allow such third party embeds. For complete information about the cookies we use, data we collect and how we process them, please check our Privacy Policy
Youtube
Consent to display content from Youtube
Vimeo
Consent to display content from Vimeo
Google Maps
Consent to display content from Google
Spotify
Consent to display content from Spotify
Sound Cloud
Consent to display content from Sound