Categorias

Qual a diferença de investir em um banco e em uma corretora?

Quem quer construir um patrimônio e ter uma aposentadoria tranquila no futuro, sabe que investir agora é essencial. Mas investir com inteligência é mais do que sair comprando aplicações de renda fixa sem critério; é preciso disciplina e conhecimento.

O primeiro passo para se tornar um investidor de sucesso é entender por onde você fará e guardará suas aplicações. Atualmente, o investidor brasileiro possui duas opções: investir em um banco ou em uma corretora de valores. Mas qual é a melhor?

Para te ajudar a responder essa pergunta, abaixo explicamos qual a diferença entre esses dois serviços! Acompanhe conosco:

Qual a diferença entre banco e corretora?

Antes de falar das diferenças entre investir nessas duas opções, é preciso primeiro entender as definições e os serviços de cada uma delas — por mais óbvio que, a primeira vista, isso possa parecer.

O banco

Você conhece um banco como um local para sacar dinheiro ou depositar um cheque, por exemplo. Eles oferecem uma gama de produtos e serviços, como contas poupança, contas correntes, empréstimos pessoais, cartões de débito e crédito ou financiamentos, todos voltadas para o consumidor individual ou para pessoas jurídicas.

A agência bancária local que você visita para sacar dinheiro do caixa eletrônico é um banco. No entanto, atualmente, nem todos os bancos são de tijolo e argamassa; muitos estão apenas online, com o advento das contas digitais.

A corretora

Uma corretora de valores, ou simplesmente uma corretora, é uma instituição financeira que facilita transações envolvendo a negociação de títulos (o termo do mercado para instrumentos financeiros como uma ação que você pode comprar ou vender). Elas devem ser registradas pela CVM, Comissão de Valores Mobiliários.

Na maioria das corretoras, corretores de investimento atendem investidores que negociam ações ou títulos públicos. Então, se você quisesse comprar uma ação da empresa X ou colocar algum dinheiro em título público, precisaria de uma corretora para ajudá-lo a fazer isso.

Uma vez que as corretoras oferecem um maior número de produtos, elas geralmente cobram comissões dos investidores e taxas de custódia dos títulos negociados.

Como escolher entre banco e corretora para investir?

Na hora de investir, existem alguns fatores que você deve considerar ao escolher entre o banco e uma correta de valores. Abaixo, mostramos quais são eles:

1. Diversidade de opções

O primeiro ponto são os produtos oferecidos. Algumas aplicações só poderão ser negociadas por meio de uma corretora — como ações e títulos do Tesouro. Contudo, como muitos bancos possuem suas próprias corretores, esse talvez não seja um problema.

Em geral, no entanto, as corretoras possuem mais opções, visto que muitos bancos optam por oferecer somente produtos emitidos por eles mesmos. Porém, vale checar se eles trabalham no modelo de arquitetura aberta de investimentos e fazem a oferta de produtos de terceiros, dando mais flexibilidade para diversificação ao investidor.

2. Atendimento diferenciado

Em segundo lugar, você deve considerar o atendimento.

Alguns bancos possuem bons aplicativos que servem como plataforma de investimentos e oferecem suporte ao investidor quando ele precisar e de onde estiver, podendo até agendar aplicações fora do horário comercial.

3. Acompanhamento do investimento

Nem o banco, nem a corretora de valores acompanham o investimento. É você, investidor, que deve checar regularmente o desempenho das suas aplicações. Mas alguns bancos podem fornecer suporte para que você possa fazer o acompanhamento — vale checar ao fazer sua escolha.

4. Cobrança de taxas

As corretoras geralmente não cobram tarifa para abertura de conta. Algumas até isentam taxas para aplicações, mas muitas corretoras podem incentivar em excesso a compra de produtos de renda variável, pois são esses negócios que geram os maiores ganhos para as corretoras.

Isso porque elas vivem da chamada taxa de corretagem, valor cobrado sobre cada operação. Ou seja, quanto mais ordens de compra e venda, mais as corretoras ganham. Por isso, é preciso cuidado. Sem contar que para operar na bolsa de valores é necessário ter algum conhecimento sobre investimentos.

Já alguns bancos com plataformas on-line de investimento não cobram taxa de corretagem  ou taxa custódia, e podem oferecer produtos com melhores rendimentos, visto que você terá acesso a muitas opções. Veja aqui algumas opções do Banco Daycoval.

5. Comodidade

A comodidade é um ponto forte dos bancos. Atualmente, é possível fazer seus investimentos por meio de uma plataforma digital, sem sair de casa. Basta transferir os recursos para sua conta de investimentos e começar a aplicar.

Elas também oferecem um simulador para lhe mostrar qual a melhor opção de acordo com o prazo e o valor a ser investido. Além disso, alguns possuem a possibilidade de baixar um aplicativo no seu celular e ter o controle das aplicações na palma da mão.

6. Segurança

Em se tratando de segurança, o banco também possui mais vantagens, visto que precisa ter um capital mínimo nove vezes superior ao de uma corretora, o que faz deles instituições mais sólidas. Além disso, um banco precisa implementar uma série de procedimentos de segurança e controles internos para evitar a lavagem de dinheiro e o Banco Central precisa concordar com os executivos escolhidos para comandá-lo.

Em resumo, a escolha pela melhor opção depende também do seu perfil de investimento. Contudo, os bancos podem ser uma melhor opção por oferecerem atendimento mais personalizado, variedade de produtos sem taxas de corretagem e custódia, segurança e a comodidade de fazer todas suas transações financeiras em um só lugar.

Conheça os tipos de investimentos do Banco Daycoval e comece investir hoje.

Recomendar Conteúdo:
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Facebook

Quem leu essa matéria também gostou

Matérias mais lidas

Gostaria de receber novidades?

    Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

    WhatsApp
    LinkedIn
    Twitter
    Facebook

      Ei, tá curtindo o nosso Blog?

      Inscreva-se para receber as nossas novidades dicas financeiras exclusivas e conteúdo especial na sua caixa de entrada.




      Obrigado por se inscrever!