PALAVRA DO ECONOMISTA

Morning Call – Exterior misto com avanço do novo coronavírus em algumas economias e agenda semanal no destaque

No Exterior, as bolsas da Ásia fecharam em baixa nesta segunda-feira, à medida que a disseminação do coronavírus freou o recente otimismo com a recuperação da economia global.

O coronavírus atingiu dois marcos globais ontem, com mais de 10 milhões de pessoas infectadas e mais de 500 mil mortos. Além disso, o mundo registrou número recorde de novos casos de covid-19 em 24 horas, assim como os EUA, onde a doença se alastra de forma mais agressiva.

O mau humor generalizado deixou em segundo plano um novo indício de que a economia chinesa continua se recuperando do choque do coronavírus. Em maio, o lucro de grandes empresas industriais da China cresceu 6% na comparação anual, assegurando o primeiro ganho em 2020 e revertendo queda de 4,3% do mês anterior, segundo dados publicados no fim de semana.

Na Europa, as bolsas europeias operam mistas com os noticiários do final de semana.

Na região, destaque para a informação dada ontem pelo grupo farmacêutico China National Biotec Group (CNBG) de que uma vacina contra o vírus que está em desenvolvimento pela empresa imunizou as mais de 1.100 pessoas que participaram do teste. Todas teriam produzido anticorpos contra a doença.

No radar fica ainda conversa com o presidente da França, Emmanuel Macron, e a chanceler alemã Angela Merkel, hoje, sobre o fundo de recuperação da União Europeia (UE).

Ao contrário do que vinha ocorrendo nas últimas semanas com indicadores macroeconômicos, que em sua maioria superou as expectativas dos analistas, a medição do humor revela que o reflexo da pandemia ainda pesa bastante sobre as pessoas. O índice de sentimento econômico da zona do euro subiu para 75,7 em junho, abaixo das previsões de que avançaria 79.

No Brasil, o avanço da pandemia também preocupa e este cenário deve dividir as atenções com a agenda semanal, que traz os testemunhos do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, e do Secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, ao Comitê de Serviços Financeiros da Câmara sobre a resposta à pandemia no país, nesta terça-feira, além da ata da mais recente reunião de política monetária do Fed, na quarta-feira, e do relatório de empregos dos Estados Unidos de junho (payroll), na quinta-feira. Os mercados americanos fecham na sexta pelo feriado do Dia da Independência. No Brasil, são esperados hoje os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e do governo central em maio. A expectativa do mercado é de um déficit primário de R$ 131,4 bilhões, conforme a mediana do Projeções Broadcast. Conheceremos ainda os dados da PNAD com a taxa de desemprego da economia e a produção industrial, ambas referente a maio.

Ainda sobre o avanço da pandemia no Brasil, o governo federal anunciou neste sábado, 27, um acordo de cooperação para produção em território nacional de vacina de prevenção à covid-19, em parceria com a Universidade de Oxford (Reino Unido) e a AstraZeneca. Em um primeiro momento, o País irá produzir 30,4 milhões de doses de vacinas, previstas para dezembro deste ano e janeiro de 2021. A fabricação ficará por conta da Bio-Manguinhos, entidade da Fiocruz responsável pela produção de vacinas, e o investimento pode chegar a US$ 288 milhões.

Em Brasília, é aguardada uma definição do calendário de pagamento da nova fase do auxílio emergencial a informais, que será prorrogado com três parcelas decrescentes de R$ 500, R$ 400 e R$300.

Na política, a dúvida é se a mulher de Fabrício Queiroz, Márcia Aguiar, que está foragida, será encontrada pela polícia. Além de ser acusada de participar do esquema das “rachadinhas” quando trabalhava no gabinete do então deputado estadual e hoje senador Flávio Bolsonaro. E sem base de sustentação no Senado, o governo intensifica as negociações para blindar o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), que é alvo das investigações.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), negociou com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), contrapartidas para que a Proposta de Emenda à Constituição (PEC), que permite adiar as eleições municipais para novembro deste ano seja aprovada nesta terça-feira. Entre elas, a prorrogação do auxílio a prefeitos e a retomada da propaganda partidária. E em meio à maior crise interna da Lava Jato e alvo de críticas de colegas, o procurador-geral da República, Augusto Aras, deve enviar seu parecer ao ministro Celso de Mello, decano do Supremo Tribunal Federal, sobre o depoimento do presidente Jair Bolsonaro no inquérito que apura suposta interferência política do Planalto na Polícia Federal.

Rafael G. Cardoso, economista-chefe

rafael.cardoso@bancodaycoval.com.br

Antônio Castro, analista econômico

antonio.castro@bancodaycoval.com.br

Fonte: Broadcast e Bloomberg

Privacy Settings
We use cookies to enhance your experience while using our website. If you are using our Services via a browser you can restrict, block or remove cookies through your web browser settings. We also use content and scripts from third parties that may use tracking technologies. You can selectively provide your consent below to allow such third party embeds. For complete information about the cookies we use, data we collect and how we process them, please check our Privacy Policy
Youtube
Consent to display content from Youtube
Vimeo
Consent to display content from Vimeo
Google Maps
Consent to display content from Google
Spotify
Consent to display content from Spotify
Sound Cloud
Consent to display content from Sound