PLATAFORMA ABERTA

Morning Call – Exterior misto e agenda reduzida no início da semana

No Exterior, as bolsas da Ásia fecharam sem direção única nesta segunda-feira. Em Xangai, o quadro foi de estabilidade, enquanto na Coreia do Sul e em Taiwan feriados locais deixaram as bolsas locais sem operar.

Na Bolsa de Tóquio, o índice Nikkei avançou com investidores locais reagiram de modo positivo à declaração do novo primeiro-ministro do Japão, Fumio Kishida, de que ele não considera mudar o imposto sobre ganhos de capital local.

Na Europa, as bolsas também não apresentam direção única. Em Londres, no entanto, os ativos de risco subiam, ajudados pelo avanço de ações ligadas a commodities, que se destacavam também em outras praças, em meio a uma jornada positiva para o petróleo. O quadro de carência na oferta no setor de energia continua a influenciar essas ações.

Por outro lado, os avanços recentes dos preços de energia e o temor de problemas na oferta podem prejudicar a retomada econômica global. Além das dúvidas sobre a continuidade da recuperação econômica, a alta nos preços de energia pode também indicar uma inflação mais elevada por mais tempo, além da falta de alguns produtos, diante de problemas em cadeias produtivas.

Sobre este tema inflacionário paira a incerteza em relação a função reação dos principais bancos centrais do mundo. Do Federal Reserve é esperado o início do tapering (redução do volume de compras de ativos feitos pela instituição) ainda este ano, porém para o Banco Central Europeu (BCE) é esperado uma postura mais acomodatícia, como indicou a presidente da instituição, Christine Lagarde.

A semana traz agenda mais forte no exterior, com números de inflação ao consumidor, o CPI, dos Estados Unidos e China, ata do Federal Reserve, reunião do G-20 e vendas no varejo americano. No Brasil, o foco da agenda recairá a pesquisa de serviços e IBC-Br, ambos de agosto, e IGP-10 de outubro.

Fonte: FGV, Bloomberg e Broadcast

Rafael G. Cardoso, economista-chefe

rafael.cardoso@bancodaycoval.com.br

Julio Mello de Barros, economista

julio.barros@bancodaycoval.com.br

Antônio Castro, analista econômico

antonio.castro@bancodaycoval.com.br

Privacy Settings
We use cookies to enhance your experience while using our website. If you are using our Services via a browser you can restrict, block or remove cookies through your web browser settings. We also use content and scripts from third parties that may use tracking technologies. You can selectively provide your consent below to allow such third party embeds. For complete information about the cookies we use, data we collect and how we process them, please check our Privacy Policy
Youtube
Consent to display content from Youtube
Vimeo
Consent to display content from Vimeo
Google Maps
Consent to display content from Google
Spotify
Consent to display content from Spotify
Sound Cloud
Consent to display content from Sound