INVESTIMENTOS

Qual o melhor investimento hoje quando não se sabe direito o que vai acontecer?

Produtos pré-fixados são uma boa pedida nesse momento de incerteza

Quedas acentuadas na bolsa, produtos financeiros de diversas classes com performance abaixo do esperado, dólar nas alturas, enxurrada de fake news, isolamento social… muitas coisas incomuns estão acontecendo nos últimos dias e deixando investidores sem saber o que fazer.

A equipe de especialistas do Daycoval Digital, plataforma online de investimentos do Banco Daycoval, tem recebido dezenas de dúvidas por telefone, chats, e-mails e demais canais de atendimento ao investidor. Entre todas as questões, uma em comum: o que fazer e qual é o melhor investimento hoje quando não se sabe direito o que vai acontecer?

A resposta pode parecer paradoxal, mas o melhor a se fazer quando não se sabe direito o que vai acontecer adiante é investir no futuro. Não, não é em contratos futuros. Olhar para a frente, para um horizonte um pouco mais longo, e não para os pés, deve ser o norte da bússola, em momentos como esse.

Não faça movimentações bruscas em sua carteira

A nossa primeira recomendação é essa.

Mas o que consideramos movimentos bruscos na carteira?

Se você sempre foi uma pessoa com perfil conservador, que tem uma carteira com produtos de renda fixa ou fundos de investimento mais focados nesse modelo de remuneração, mantenha sua carteira o mais fiel possível a esse perfil.

Evite alterar a composição da “pizza” de seus investimentos. Se o seu apetite por risco indica, por exemplo, a alocação de no máximo 30% de seus investimentos em renda variável, não avance esse limite agora. 

Resista à tentação, mesmo que veja algumas pessoas dizendo que as ações “estão baratas” e as taxas de juros muito baixas, e que a hora é essa. Se você não tem perfil arrojado, não gosta de risco, não vai ser agora, em meio à turbulência, que vai suportar tranquilamente as fortes oscilações dos preços.

Após uma variação muito acentuada dos preços, o mercado permanece muito volátil por algum tempo. Em aproximadamente uma semana, o Ibovespa, principal referência da bolsa brasileira, perdeu o patamar dos 110 mil pontos e foi a 68 mil pontos. É um mercado para profissionais, que dispõem de ferramentas e informação em velocidade bastante para montar estratégias defensivas eficazes, nesse momento. Mesmo para esses, o momento requer cautela.

Fundos de investimento

Prefira aplicar seu capital via fundos de investimento, enquanto a turbulência se mantiver forte. Gestores de recursos são profissionais capacitados e equipados para atuar com a agilidade e a técnica condizentes com esse cenário.

Há fundos para todos os gostos à disposição no mercado. Mas, vale reforçar, mantenha a proporção destinada a cada categoria condizente ao seu perfil.

Para quem tem perfil conservador, a recomendação da Daycoval Asset Management, gestora de fundos de investimentos do Banco Daycoval, é o fundo Daycoval RF. Para os moderados, a dica é o fundo Daycoval Multimercado. Já os mais arrojados dispõem do fundo Daycoval Ibovespa.

Na plataforma aberta você encontra aplicações geridas por casas selecionadas pelo Daycoval para todos os gostos. 

Diversificar é importante?

Sempre. Mas com muito cuidado e responsabilidade, ainda mais neste momento de instabilidade.

Pré-fixados

Outra dica interessante para este momento conturbado: pondere a respeito de produtos pré-fixados.

A participação deles em carteira deve variar de acordo com o perfil de cada investidor, mas, seja qual for a proporção definida, ao menos naquela parcela do portfólio você terá alguma previsibilidade.

Tão cedo não se terá uma visão precisa de para onde vai a Selic, a taxa básica do mercado brasileira, hoje no nível mais baixo de sua história: 3,75%. No entanto, “travando” a taxa, como se diz no mercado, você conseguirá mirar um pouco além do imediatismo.

Contudo, para que tenha mesmo esse efeito ansiolítico, essa aplicação deve ser acompanhada com o devido distanciamento. Com a marcação diária a preços de mercado, mesmo em fundos as cotas podem oscilar fortemente, de um dia para o outro, dando a impressão de perdas que só serão materializadas se o investidor se mexer.

Contenha esse ímpeto, aguarde a tempestade passar. Com ativos de boa qualidade, ou títulos públicos, a rentabilidade da carteira estará preservada. Basta aguardar a tempestade passar. Essa recomendação vale para todas as classes de ativos.

Com um produto de taxa pré-fixada, com um CDB (Certificado de Depósito Bancário), uma LCI (Letra de Crédito Imobiliária) ou uma LCA (Letra de Crédito do Agronegócio), é possível você já ter o controle de quanto vai receber, se souber aguardar.

Temos produtos com boa performance e que podem dar mais tranquilidade, como CDB Prefixado.

Mas quão distante deve ser esse horizonte na mira do investidor?

Recomendamos no máximo dois anos. Até lá, a turbulência do dia a dia provavelmente já terá passado e o horizonte se desanuviado. Você poderá, então, movimentar a sua carteira mais à vontade.

Então, como dissemos, o melhor investimento hoje, quando se não sabe direito o que vai acontecer, é no futuro.

Privacy Settings
We use cookies to enhance your experience while using our website. If you are using our Services via a browser you can restrict, block or remove cookies through your web browser settings. We also use content and scripts from third parties that may use tracking technologies. You can selectively provide your consent below to allow such third party embeds. For complete information about the cookies we use, data we collect and how we process them, please check our Privacy Policy
Youtube
Consent to display content from Youtube
Vimeo
Consent to display content from Vimeo
Google Maps
Consent to display content from Google
Spotify
Consent to display content from Spotify
Sound Cloud
Consent to display content from Sound