Pronampe 2022: como solicitar, quem tem direito e outras dúvidas

O Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) foi criado pelo governo federal em 2020 como forma de reduzir os impactos da pandemia em pequenos negócios.

Taxa de juros e prazo

  • Taxa de Juros: SELIC + 6% a.a.
  • Prazo: 48 meses, sendo 11 meses de carência
  • Garantias: Fiança/aval do empresário ou sócios, além do FGO

Essas condições são fixas para essa fase do programa. As parcelas serão debitadas na conta corrente da empresa.

Pronampe 2022: quando começa

Quer ser avisado em primeira mão quando o programa entrar no ar?

Quem tem direito ao Pronampe 2022?

  • Microempresa: receita bruta até R$ 360 mil.
  • Empresa de Pequeno Porte: receita bruta até R$ 4.8 milhões

Regras:

  • Empresas não devem possuir débitos previdenciários e precisam ter válida a Certidão Débitos Relativos a Créditos Tributários Federais e à Dívida Ativa da União (CND).
  • Empresa e sócios não podem possuir condenação relacionada a trabalho em condições análogas às de escravo ou a trabalho infantil, e devem estar em situação de regularidade junto à Seguridade Social.

Como solicitar o empréstimo

Para aderir ao Pronampe, o primeiro passo é acessar o Portal eCAC e autorizar o Compartilhamento de Dados. Lembrando que a empresa precisa ter entregado a declaração do último ano de exercício. Quer saber como compartilhar o seus dados no Portal eCAC? Cliquei aqui!

Depois, é só se inscrever para receber o comunicado sobre o início do programa, que deve acontecer em poucos dias. Toda a contratação será feita on-line através do nosso site e o dinheiro será liberado em conta.

Ainda não tem uma conta no Daycoval? Clique aqui para abrir.

Qual valor minha empresa pode solicitar?

O valor máximo disponibilizado pela linha de crédito será de até 30% da receita bruta anual da empresa, com base no exercício 2021, de acordo com o registro na Receita Federal, limitado a R$ 150 mil por CNPJ.

O que eu posso fazer com o crédito?

O Pronampe é voltado para fortalecer a empresa e ajudar no custeio das operações. Não é possível usar o recurso para distribuição de lucros entre os sócios. Ou seja: é dinheiro com destino certo, para manter seu negócio na ativa.

Recomendar Conteúdo:
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Facebook

Quem leu essa matéria também gostou

Matérias mais lidas

Gostaria de receber novidades?

    Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

    WhatsApp
    LinkedIn
    Twitter
    Facebook

      Ei, tá curtindo o nosso Blog?

      Inscreva-se para receber as nossas novidades dicas financeiras exclusivas e conteúdo especial na sua caixa de entrada.


      Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.


      Obrigado por se inscrever!

        Ei! Espera um minutinho, por favor!

        Inscreva-se no Blog Daycoval para receber as nossas novidades, dicas financeiras exclusivas e conteúdo especial na sua caixa de entrada.


        Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.


        Obrigado por se inscrever!