Puxado por alimentos, IPCA sobe 0,28% em novembro

De acordo com dados divulgados hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu 0,28% em novembro. O resultado veio baixo da expectativa do mercado, que projetava alta de 0,30%.

Com isso, a inflação acumulada no ano é de 4,04% e, nos últimos 12 meses, a alta é de 4,68%.

A meta da inflação estipulada pelo Banco Central é de 3,25% em 2023, com tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo.

A alta dos alimentos impactou o resultado

Dos nove grupos pesquisados, Alimentação e bebidas apresentou a maior variação positiva (0,63%), além do maior impacto no índice geral (0,13 p.p.)

Além disso, outros cinco grupos registraram elevação no período, com destaque para Habitação (0,48%) e Transportes (0,27%), que tiveram variações acentuadas na composição total, (0,07 p.p. e 0,06 p.p., respectivamente.

Veja o resultado de todos os grupos:

  • Alimentação e bebidas: 0,63%;
  • Habitação: 0,48%;
  • Artigos de residência: -0,42%;
  • Vestuário: -0,35%;
  • Transportes: 0,27%;
  • Saúde e cuidados pessoais: 0,08%;
  • Despesas pessoais: 0,58%;
  • Educação: 0,02%;
  • Comunicação: -0,50%.

Com o resultado do IPCA, o que esperar para os investimentos?

A alta do IPCA pode trazer impactos para os rumos dos juros no país e, consequentemente, para os investimentos.

Optar por ativos que sejam atrelados ao IPCA é sempre uma forma de preservar o seu poder de comprar e garantir uma rentabilidade acima da inflação mesmo diante das variações da economia.

Separamos uma lista de produtos para você investir e fazer o seu dinheiro render acima da inflação:

  • Tesouro IPCA+ (NTN-B);
  • Títulos de Renda Fixa privada atrelados ao IPCA, como CDB, LCI e LCA;
  • Títulos de Crédito Privado atrelados ao IPCA, como CRI, CRA e Debêntures;
  • Fundos de Investimento e ETFs que visam acompanhar o índice IMA-B, que é uma carteira teórica formada por títulos atrelados a inflação.
Recomendar Conteúdo:
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Facebook

Quem leu essa matéria também gostou

Matérias mais lidas

Gostaria de receber novidades?

    Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

    WhatsApp
    LinkedIn
    Twitter
    Facebook

      Ei, tá curtindo o nosso Blog?

      Inscreva-se para receber as nossas novidades dicas financeiras exclusivas e conteúdo especial na sua caixa de entrada.




      Obrigado por se inscrever!