INVESTIMENTOS

O que é o PIB?

O PIB é, de longe, o mais importante indicador de atividade econômica de uma dada economia, pois serve para definir a produção de um país, comparar a riqueza entre diversos locais e é base para outros índices, como o endividamento de um país. Embora o PIB não indique bem-estar ou riqueza das pessoas, ele dá a dimensão do crescimento econômico de um país, um estado ou uma cidade.

As informações relacionadas ao PIB são fundamentais para entender como está a atividade econômica de um determinado lugar. Aqui no Brasil, o cálculo do PIB é feito pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Para saber mais sobre esse importante indicador econômico, preparamos algumas informações para você.

Mas você sabe o que é PIB?

A sigla significa Produto Interno Bruto (PIB) e seu cálculo busca entender quanto de riqueza foi produzido em determinado período de tempo, em determinado local. Ou seja, esse é um indicador que retrata como está a economia do local em análise, mostrando se está crescendo ou não e apontando os rumos dessa economia.

Como é calculado o PIB?

No Brasil, estes cálculos são feitos pelo IBGE e divulgados trimestralmente. Outras instituições fazem levantamentos semelhantes que são considerados “prévias” do PIB, como o Banco Central, mas o dado oficial é do instituto, que de tempos em tempos ajusta seus mecanismos de mensuração do PIB.

Segundo o IBGE, o cálculo do PIB é feito a partir da mensuração dos bens e serviços finais para evitar dupla contagem. Usando o exemplo dado pelo IBGE, “se um país produz R$ 100 de trigo, R$ 200 de farinha de trigo e R$ 300 de pão, seu PIB será de R$ 300, pois os valores da farinha e do trigo já estão embutidos no valor do pão”.

Para o PIB, o IBGE considera os preços que chegam aos consumidores. Ou seja, o valor já é somado aos impostos sobre os produtos comercializados. Para chegar a esses valores, são utilizados diversos dados, alguns levantados pelo próprio instituto e outros de fontes externas.

Mas como o PIB é usado para orientar caminhos econômicos?

Conforme explicamos acima, o PIB mostra como a economia das regiões analisadas está evoluindo. Ou seja, ele serve para medir a atividade econômica, tudo isso a partir da análise dos resultados dos bens e serviços. Com esse indicador apurado, é possível fazer comparativos com períodos anteriores ou mesmo com outras regiões. Essas análises servem para identificar problemas e elaborar eventuais soluções para que a atividade econômica da região pesquisada venha a obter um melhor desempenho.

A partir da análise do PIB, podemos verificar quais os setores da economia apresentaram melhor desempenho em determinado período e identificar quais deles têm garantido maior geração de renda. Esses fatores são cruciais para o direcionamento de investimentos.

O PIB também é o indicador que nos ajuda a dimensionar a economia de uma região, possibilitando listar quais as maiores e a menores economias do mundo ou do país.

PIB em crescimento, o que significa?

Se o PIB está crescendo é um bom indicativo, pois demonstra que a economia do local analisado está em alta. Demonstra que há aumento de demanda por bens e serviços, fazendo com que haja maior geração de trabalho para que esse aumento de demanda seja atendido.

Com a população com oferta de empregos, mais empresas atuando e investimentos sendo realizado, o PIB funciona ainda como um indicador que contribui para o controle da inflação.

Além disso, com o bom desempenho do PIB, há aumento da renda. Quanto maior o PIB de uma região, maior é a renda. Quando temos esse indicador alto, também verificamos que nessas regiões há melhor qualidade de vida.

Mas atenção! Apesar do PIB mostrar o desempenho econômico de uma região, ele não retrata o desenvolvimento global e não pode ser visto como um parâmetro de distribuição de renda e questões sociais. Ou seja, o PIB demonstra a produção e não a distribuição.

Existe mais de um tipo de PIB?

Sim, há tipos de PIB: nominal, real e per capita. O PIB nominal corresponde ao cálculo feito com base nos preços correntes, ou seja, considera variações nos preços em casos de inflação ou deflação.

O PIB real parte de uma base de preços de um período específico sem considerar o efeito da inflação. Esse costuma ser o mais utilizado pelos economistas, pois possibilita calcular a produção sem muita variação a partir de um período específico.

Já o PIB per capita – divisão do PIB pelo número de habitantes–, representa as riquezas de cada pessoa da região analisada. Esse indicador mostra o “padrão de vida” regional. Mas lembre-se, esse indicador não leva em conta fatores como distribuição de renda.

Acompanhe o resultado do PIB

No Meu Negócio Day by Day, videocast econômico do Banco Daycoval, nossos especialistas divulgam uma análise completa do resultado do PIB e seus impactos. Siga nossas redes sociais e nosso canal no Youtube e acompanhe os conteúdos. 

Privacy Settings
We use cookies to enhance your experience while using our website. If you are using our Services via a browser you can restrict, block or remove cookies through your web browser settings. We also use content and scripts from third parties that may use tracking technologies. You can selectively provide your consent below to allow such third party embeds. For complete information about the cookies we use, data we collect and how we process them, please check our Privacy Policy
Youtube
Consent to display content from Youtube
Vimeo
Consent to display content from Vimeo
Google Maps
Consent to display content from Google
Spotify
Consent to display content from Spotify
Sound Cloud
Consent to display content from Sound