Categorias

Guia Completo: conheça os diferentes tipos de ações e descubra em qual é melhor investir

tipos-de-ações

Você já pensou em investir em ações de empresas, mas tem dúvidas sobre os diferentes tipos que existem? Se sim, você veio ao lugar certo!

Cada tipo de ação apresenta características específicas que você precisa entender antes de investir. 

Neste artigo, você irá conhecer os principais tipos de ações presentes no mercado, desde as mais conhecidas até aquelas que nem todo mundo ouve falar.

Ao final, você terá um entendimento claro sobre cada tipo e poderá decidir com tranquilidade em quais ações investir. Boa leitura!

O que são ações?

O número de investidores na Bolsa de Valores no Brasil subiu para 5,8 milhões em 2022, um crescimento de 17,5% em comparação com 2021.

Como mostra o dado acima, o investimento em renda variável vem se popularizando no país. Entretanto, muita gente ainda tem dúvida sobre o que são ações.

Sendo assim, antes de detalhar as particularidades de cada tipo de ação, vamos ver como funciona esse investimento de uma maneira mais ampla.

Também conhecidas como papéis, as ações são títulos que representam uma fração do capital social de uma empresa.

Ao comprar ações de uma empresa, você se torna um acionista e, portanto, um sócio da companhia.

abra-sua-conta-de-investimento

Isso significa que você compartilha dos lucros da empresa e também assume parte dos riscos.

O motivo pelo qual as organizações decidem comercializar ações na Bolsa de Valores é simples: arrecadar recursos para expandir o negócio e tentar elevar o seu valor de mercado.

Já pelo prisma do investidor, as ações representam uma ótima oportunidade de ver o seu patrimônio se multiplicar à medida que as empresas apresentam um bom desempenho.

As formas mais comuns de obter ganhos com as ações é por meio da distribuição dos lucros das empresas (dividendos) e com a venda do papel após a valorização.

Entretanto, por ser um investimento de renda variável, o contrário também pode acontecer. O investidor pode ter prejuízo caso a empresa não performe bem ou o mercado seja impactado por questões políticas e econômicas.

Como funciona o mercado de ações?

O mercado de ações é o ambiente onde as ações das empresas são negociadas.

Ele pode ser comparado a um grande leilão ou mercado, no qual os investidores negociam os preços das ações com base na oferta e na demanda.

A Bolsa de Valores é o principal local onde ocorrem essas negociações e a Bolsa brasileira é a B3.

Vale mencionar que os preços das ações podem variar ao longo do tempo devido a uma série de fatores, como o desempenho financeiro da empresa, o cenário econômico do país e até mesmo eventos globais.

O processo pelo qual uma empresa disponibiliza suas ações na Bolsa de Valores chama-se IPO (Initial Public Offering).

Para poder realizá-lo, a companhia passa por diversas etapas, que são reguladas pelas Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e pela B3.

Uma vez que as ações estão disponíveis na Bolsa, qualquer pessoa que tenha registro na B3 pode comprar ou vender esses ativos.

Para negociá-los, basta ter uma conta de investimentos, como no Daycoval Investe, e acessar o home broker, que é a plataforma virtual utilizada para as negociações.

Lá você encontra todos os ativos que são negociados na Bolsa, inclusive as ações.

Para localizar um papel específico, basta pesquisar pelo nome ou código da ação, como Petrobras ou PETR4, por exemplo.

melhor-ações-para-investir

Quais são os principais tipos de ações?

Existem diferentes tipos de ações disponíveis no mercado e cada uma delas conta com suas próprias características e vantagens, como veremos a seguir:

Ações ordinárias (ON)

As ações ordinárias são as mais comuns no mercado. Elas conferem aos acionistas o direito de voto nas assembleias da empresa, permitindo que eles participem das decisões importantes que afetam o futuro da organização.

No entanto, em caso de liquidação da empresa, os detentores de ações ordinárias não têm prioridade no recebimento de pagamentos.

Outro ponto é que, se houver mudança no controle acionário, a empresa que está adquirindo uma fatia do bloco controlador deverá fazer uma oferta pública de aquisição de todas as ações ordinárias de acionistas minoritários no valor de pelo menos 80% do montante pago pela compra das ações do grupo controlador.

Os códigos de ações ON são compostos por uma sigla que identifica a empresa mais o número 3.

Exemplos de ações ON:

  • Vale (VALE3) 
  • Magazine Luiza (MGLU3)
  • Petrobras (PETR3)

Ações preferenciais (PN)

As ações preferenciais, como o próprio nome sugere, oferecem algumas preferências aos seus detentores.

Os acionistas preferenciais têm prioridade no recebimento de dividendos, ou seja, eles recebem os lucros da empresa antes dos acionistas ordinários.

Além disso, em caso de falência ou liquidação da empresa, os detentores de ações preferenciais têm prioridade na restituição do capital investido.

Os códigos de ações PN são compostos por uma sigla que identifica a empresa mais o número 4.

Exemplos de ações PN:

  • Itaú Unibanco (ITUB4)
  • Vale (VALE4)
  • Petrobras (PETR4)

Units

As units são pacotes de ações que unem tanto ações ordinárias quanto preferenciais de uma mesma empresa.

Essa combinação é feita para oferecer aos investidores a oportunidade de diversificar seus investimentos em um único pacote.

Apesar de ser uma forma prática e eficiente de adquirir uma variedade de ações de uma só vez, ela não é muito popular no mercado brasileiro.

Blue Chips

Além de as ações serem classificadas por tipo, elas também podem ser separadas pelo valor de mercado e maturidade da empresa emissora.  

As ações chamadas de Blue Chips pertencem a empresas consideradas sólidas, estáveis e de grande porte.

Geralmente, são empresas líderes em seus setores e têm um histórico comprovado de bons resultados.

Investir em Blue Chips é visto como uma opção mais segura, pois essas empresas têm menor volatilidade em comparação a companhias menores e menos estabelecidas.

Além disso, esse tipo de papel costuma ter alta liquidez, ou seja, é fácil de vender, pois existem muitas pessoas interessadas.

Exemplos de Blue Chips:

  • Ambev (ABEV3)
  • Cemig (CMIG4)
  • Itaú Unibanco (ITUB4)

Mid Caps

As Mid Caps são ações de empresas com capitalização de mercado intermediária.

Elas ocupam uma posição média entre as Blue Chips e as Small Caps, que veremos na sequência.

Investir em Mid Caps pode ser uma estratégia interessante para quem busca equilíbrio entre o potencial de crescimento e o risco.

As Mid Caps não costumam estar no Ibovespa (IBOV) e não impactam na cotação do índice. Sendo assim, quando o IBOV está em queda, pode ocorrer de uma ação Mid Cap estar em alta.

Exemplos de Mid Caps:

  • Embraer (EMBR3)
  • Hering (HGTX3)
  • Cyrela (CYRE3)

Small Caps

As Small Caps são ações de empresas de menor porte e, geralmente, possuem um alto potencial de crescimento.

No entanto, também são consideradas mais arriscadas, já que estão sujeitas a uma maior volatilidade e menor liquidez, além de poderem ser afetadas por mudanças no mercado com mais intensidade.

O papel Magazine Luiza, da empresária Luiza Helena Trajano, é um exemplo de ação que foi uma Small Cap e rendeu retornos altíssimos para quem acreditou em seu potencial.

Exemplos de Small Caps:

  • Tenda (TEND3)
  • Azul (AZUL4)
  • C&A Brasil (CEAB3)
melhores-ações

Qual o melhor tipo de ação para investir?

A escolha do melhor tipo de ação para investir depende do seu perfil de investidor, objetivos financeiros, estratégia de investimento e tolerância ao risco.

Se você busca segurança e estabilidade, as blue Chips e as ações preferenciais podem ser mais indicadas.

Por outro lado, se você está disposto a assumir um pouco mais de risco em busca de maiores retornos, as Small Caps e as Mid Caps são alternativas interessantes.

Lembre-se! É sempre recomendável diversificar a carteira de investimentos, distribuindo os recursos entre diferentes tipos de ações para reduzir os riscos e aumentar as chances de obter bons resultados no longo prazo.

Com todas essas informações sobre os tipos de ações disponíveis no mercado, está na hora de colocar em prática o seu conhecimento e iniciar sua jornada como investidor.  Abra sua conta no Daycoval Investe e comece agora mesmo.

abra-sua-conta-e-invista

Conclusão

Investir em ações pode ser uma estratégia lucrativa para fazer seu dinheiro trabalhar para você.

Neste artigo, você viu os principais tipos de ações, desde as mais tradicionais até as menos conhecidas.

Cada tipo de ação tem suas características específicas, e a escolha certa dependerá do seu perfil de investidor e dos seus objetivos financeiros.

Tenha em mente que o mercado de ações envolve riscos, mas com estudo, planejamento e constância, é possível colher bons resultados no longo prazo. Bons investimentos!

Recomendar Conteúdo:
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Facebook

Quem leu essa matéria também gostou

Matérias mais lidas

Gostaria de receber novidades?

    Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

    WhatsApp
    LinkedIn
    Twitter
    Facebook

      Ei, tá curtindo o nosso Blog?

      Inscreva-se para receber as nossas novidades dicas financeiras exclusivas e conteúdo especial na sua caixa de entrada.




      Obrigado por se inscrever!