Categorias

O que é BDR? Descubra se vale a pena investir!

o-que-e-bdr

Investir em opções alinhadas ao seu perfil de investidor é fundamental. Justamente por isso, você deve conhecer os melhores produtos financeiros. O que nos leva à pergunta: você sabe o que é BDR?

Esse pode ser um tipo de ativo interessante para a diversificação da sua carteira. E, especialmente, para experimentar o mercado exterior, já que os BDR possuim lastro em ativos negociados no exterior e são negociados na B3. — a Bolsa de Valores do Brasil.

Venha ver, então, o que é BDR e como funciona esse tipo de produto para investir!

O que é BDR?

Brazilian Depositary Receipts (BDRs) são certificados de depósito emitidos no Brasil com lastro em ações, certificados de depósito de ações ou em valores mobiliários representativos de dívida, emitidos no exterior.

Assim, os BDRs permitem que investidores brasileiros tenham acesso a ações de empresas internacionais sem a necessidade de comprar diretamente ações estrangeiras em mercados externos.

Leia também: como investir em ações: aprenda com dicas para iniciantes

Como os BDRs funcionam?

O processo de estabelecimento de um BDR tem início quando um banco brasileiro adquire ações de empresas estrangeiras e as mantém sob custódia de uma instituição no exterior. Posteriormente, a instituição brasileira registra um plano junto à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para disponibilizar esses recibos aos investidores nacionais.

Negociação na Bolsa:

Os BDRs são negociados em ambientes de Bolsa, balcão organizado, balcão não organizado ou segmento específico de Bolsa, a depender da classificação do BDR.

Eles, inclusive, têm seus próprios códigos de negociação na bolsa, permitindo que os investidores comprem e vendam esses instrumentos como se fossem ações locais.

Mas, como adiantamos, existem níveis distintos de BDRs. E, agora que você já sabe o que é o BDR, podemos ir além e explorar esses níveis.

Quais são os níveis de BDRs?

Atualmente, existem três níveis de Brazilian Depositary Receipts (BDRs), cada um com diferentes requisitos regulatórios e elegibilidade de investidores.

Esses níveis são estabelecidos pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) no Brasil. Entenda aqui quais são e como cada um deles funciona.

Quais são os tipos de BDRs?

Além dos níveis acima citados, podemos entender o que é BDR por meio dos seus tipos. E, na B3, isso é explícito na forma de BDRs patrocinados e não patrocinados.

Basicamente, a principal diferença entre eles está relacionada ao envolvimento da empresa estrangeira na emissão desses instrumentos financeiros no mercado brasileiro.

Vamos entender melhor como isso funciona a seguir. Confira!

melhores-bdrs

BDR patrocinado

No BDR patrocinado, suas emissões ocorrem apenas com o envolvimento e apoio da empresa estrangeira cujas ações subjacentes estão sendo representadas pelos BDRs.

Isso dá a essas empresas uma participação ativa, que se envolve diretamente no processo de emissão e se compromete a seguir as normas brasileiras de divulgação e as respectivas regulamentações da CVM (que é a Comissão de Valores Mobiliários).

Além disso, os BDRs patrocinados podem ser emitidos nos níveis I, II ou III. Para tanto, depende do grau de comprometimento da empresa com as práticas de governança corporativa e também as regulamentações brasileiras.

BDR não patrocinado

Enquanto isso, os BDRs não patrocinados são emitidos sem o envolvimento direto ou mesmo o apoio ativo da empresa estrangeira. Nesse caso, a iniciativa de emissão é tomada por terceiros, como bancos depositários.

As divulgações de informações do emissor não precisam estar de acordo com as normas da CVM.

Segundo o artigo 5º da Resolução da CVM Nº 182, de 11 de maio de 2023. Os programas de BDR são classificados em:

I – BDR nível I, patrocinado ou não patrocinado;

II – BDR nível II, patrocinado; e

III – BDR nível III, patrocinado.

Não há menção a BDR não patrocinados nos níveis 2 e 3.

Vale destacar, por fim, que os BDRs patrocinados têm um maior comprometimento da empresa estrangeira com as práticas de governança e divulgação no mercado brasileiro. E, em comum, ambos os tipos de BDRs podem ser emitidos em qualquer nível.

A escolha entre BDRs patrocinados e não patrocinados, portanto, pode depender das preferências e dos critérios do investidor em relação à transparência e comprometimento das empresas estrangeiras.

Afinal, ambos os tipos oferecem aos investidores brasileiros a oportunidade de acessar ações de empresas estrangeiras listadas em outros mercados.

Quais são as vantagens e desvantagens de investir em BDRs?

Como já entendemos o que é BDR e como funciona o Brazilian Depositary Receipt, vamos entender seus principais pontos positivos e negativos? Começando pelas vantagens desse tipo de ativo:

  • os BDRs permitem que investidores brasileiros tenham exposição a ações de empresas estrangeiras sem a necessidade de comprar diretamente ações nos mercados internacionais;
  • investir em BDRs pode ser uma forma de diversificar a carteira de investimentos, adicionando ativos de mercados externos e reduzindo a dependência do desempenho do mercado doméstico;
  • esses ativos são negociados na Bolsa de Valores brasileira (B3), facilitando a compra e venda desses instrumentos para investidores locais;
o-que-e-bdr-e-como-funciona

Por sua vez, BDRs têm certos riscos cambiais. Afinal, eles expõem os investidores às ações que são negociadas em moedas estrangeiras. Com isso, as variações nas taxas de câmbio podem impactar os retornos.

Os investidores ainda enfrentam os riscos associados às empresas estrangeiras subjacentes, incluindo condições de mercado, eventos corporativos e regulamentações específicas do país de origem.

E existem, ainda, as atenções com relação aos custos e às taxas praticadas pelo mercado. Isso porque, há custos associados à compra e venda de BDRs, incluindo taxas de corretagem e possíveis taxas de custódia.

Por isso, antes de investir em BDRs, os investidores devem realizar uma análise cuidadosa dos riscos e benefícios, considerando sua situação financeira e objetivos de investimento.

Como investir em BDRs?

O primeiro passo é identificar seu perfil de investidor, ter claro o prazo de aplicação, retorno desejado e ciência da exposição ao risco. 

Saiba mais: como juntar R$ 100 mil? Saiba quais estratégias usar!

Em seguida, abra sua conta em um banco de investimentos. Como você deve negociar BDRs na B3, isso se faz necessário. O que vale mencionar, inclusive: avalie as melhores empresas do mercado para fazer isso. Pode facilitar todo o seu trabalho e ainda te deixar em contato com especialistas focados em auxiliar cada investidor com base nos seus respectivos perfis.

Depois, basta escolher os seus BDRs. Lembre-se que uma análise assertiva é essencial. E se você não sabe por onde começar, aproveite para conhecer todas as opções disponíveis de renda variável no Banco Daycoval!

Conclusão

como-se-ganha-dinheiro-com-bdr

Vimos, ao longo deste post, o que é BDR — sigla para Brazilian Depositary Receipt: trata-se de um instrumento financeiro que permite aos investidores brasileiros o acesso a ações de empresas estrangeiras listadas em outros mercados.

Os BDRs são emitidos no Brasil e negociados na Bolsa de Valores brasileira (B3), existindo dois tipos principais deles: patrocinados, que são emitidos com o envolvimento ativo da empresa estrangeira subjacente, e não patrocinados, sem esse envolvimento direto.

Além disso, esses ativos oferecem vantagens, como a diversificação internacional da carteira, acesso a empresas globais sem a necessidade de lidar diretamente com mercados estrangeiros e a possibilidade de escolher entre diferentes níveis.

No entanto, há desafios, incluindo riscos cambiais, custos associados à negociação e a necessidade de considerar a transparência e os compromissos de governança das empresas subjacentes.

Por isso, antes de investir em BDRs, conduza uma análise cuidadosa, considerando objetivos financeiros pessoais, tolerância ao risco e horizonte de investimento. E consulte nossos especialistas financeiros caso precise de auxílio para tomar decisões informadas e bem fundamentadas!

Recomendar Conteúdo:
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Facebook

Quem leu essa matéria também gostou

Matérias mais lidas

Gostaria de receber novidades?

    Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

    WhatsApp
    LinkedIn
    Twitter
    Facebook

      Ei, tá curtindo o nosso Blog?

      Inscreva-se para receber as nossas novidades dicas financeiras exclusivas e conteúdo especial na sua caixa de entrada.




      Obrigado por se inscrever!