Como saber se um banco é seguro para investir? Entenda a classificação de risco de crédito

Escolher um investimento é sempre uma tarefa que exige várias análises. Qual é a melhor rentabilidade? O prazo é compatível com o meu objetivo? E o risco? Será que a instituição é confiável?

Essas são só algumas das perguntas que um investidor em busca do seu investimento ideal costuma se fazer. Quando o assunto é confiabilidade, uma das ferramentas que auxilia na tomada de decisão é o rating de crédito.

A partir dessa classificação, é possível avaliar o risco de investir em determinadas empresas ou países e, assim, tomar decisões mais informadas sobre o destino de seu dinheiro.

Saiba como o Banco Daycoval é  um dos bancos mais sólidos do Brasil e vele a pena investir:

Quer saber mais sobre essa importante ferramenta de classificação de risco? A gente preparou este artigo com todos os detalhes para você entender como funciona o rating, quais são as notas, como é feito o cálculo e quem são os responsáveis pela avaliação. Boa leitura!  

O que é rating de crédito?

O termo rating vem do idioma inglês e significa avaliação. Na prática, ele representa uma classificação que categoriza uma instituição, país ou título de acordo com a sua capacidade de honrar suas dívidas.

Existem agências especializadas que utilizam critérios variados para avaliar o nível de risco da empresa ou país, como a situação financeira, a estrutura da dívida, a estabilidade política e econômica, entre outros.

Com base nessas avaliações, as agências atribuem uma nota que indica o grau de risco de inadimplência da instituição avaliada. O objetivo é medir a solidez de quem emite um título ou da empresa como um todo.

Sendo assim, essa é uma informação importante para todas os stakeholders da instituição, especialmente para os investidores.

As notas são dadas principalmente para títulos de renda fixa (CDB, LCI, LCA, CRI, CRA, debêntures e títulos públicos), além de países e empresas de capital aberto.

Por que o rating é importante nos investimentos?

 

O rating de crédito é importante para os investidores porque ajuda a avaliar o risco de investir em determinado título, empresa ou país. Quanto menor for a nota, mais arriscado será para o investidor.

Por outro lado, investir em empresas ou países com alto rating de crédito garante maiores chances de sucesso no investimento, pois essas entidades são consideradas financeiramente mais sólidas.

Portanto, o rating de crédito é uma ferramenta muito útil para ajudar você a entender a probabilidade de uma empresa ou país não honrar o seu compromisso e colocar o seu dinheiro em risco.

Analisar esta classificação contribui para uma tomada de decisão mais assertiva na hora de investir, especialmente no que diz respeito ao risco x retorno e na comparação entre títulos semelhantes.

Quais são os tipos de rating de crédito?

Os ratings são divididos em duas categorias: o corporativo e o de emissão. Uma única empresa pode receber essas duas notas, mas elas não necessariamente são relacionadas.

O rating corporativo mede a capacidade de uma instituição pagar suas obrigações financeiras. Essa avaliação considera a liquidez financeira da empresa ou governo para pagar todos os seus passivos.

No caso do rating de emissão, a nota se refere a uma emissão ou título específico. Por exemplo, se uma companhia emite uma debênture, esse papel terá um rating próprio, que será independente do rating da empresa.

Também existem os tipos de rating por grau e por nota, como explicaremos a seguir.

Rating por grau

 

O rating por grau define uma linha de corte para o risco de crédito. Com essa linha, é possível identificar se um título tem um grau de investimento ou especulativo.

  • Grau de investimento – os títulos com grau de investimento são os que apresentam as melhores notas de rating e, consequentemente, oferecem menor risco ao investidor. Geralmente, são concedidos a empresas com boa gestão, bancos pouco alavancados e títulos de países com economia forte e estável. Por conta do baixo risco, costumam oferecer rentabilidade mais baixa. 

  • Grau especulativo – já o grau especulativo indica um risco maior de inadimplência e, por isso, têm rentabilidade mais elevada. Companhias endividas, bancos muito alavancados e economias instáveis recebem esse tipo de rating.

Rating por nota

 

Os ratings por nota avaliam o nível de risco de uma empresa, governo ou título por meio de uma escala de scores. Além disso, as notas também classificam o grau especulativo e de investimento, detalhando a saúde financeira da instituição.

Como o rating de crédito é determinado?

 

As agências de rating utilizam uma série de critérios para determinar a classificação de risco. Alguns dos aspectos mais comuns incluem a taxa de juros ofertada, fluxo de caixa, nível de alavancagem, contexto político e econômico do país, solidez do balanço patrimonial e projeções de resultados futuros.

A partir desses critérios, as agências atribuem uma nota, que varia de A a D, onde A indica menor risco de inadimplência e D maior risco, como veremos em mais detalhes.

Essas notas são atualizadas periodicamente, de acordo com as mudanças na situação financeira, econômica e política da empresa ou país avaliado.

 

Quais são as principais agências de rating de crédito?

 

As três principais agências de rating são a Standard & Poor’s, a Fitch e a Moody’s. A Standard & Poor’s, fundadas respectivamente em 1860, 1913 e 1909.

Essas agências são responsáveis por classificar a maior parte das empresas e países do mundo e suas classificações são amplamente respeitadas e utilizadas por investidores e instituições financeiras.

Quais são as notas das principais agência de classificação de risco?

 

Veja como são as classificações de cada uma dessas agências:

  1. Standard & Poor’s

Rating (nota)

Grau

Descrição

AAA

Investimento

Capacidade extremamente forte de honrar compromissos financeiros.

AA

Investimento

Capacidade muito forte de honrar compromissos financeiros.

A

Investimento

Forte capacidade de honrar compromissos financeiros, mas ligeiramente suscetível às condições econômicas e às mudanças nas circunstâncias.

BBB

Investimento

Capacidade adequada de honrar compromissos financeiros, porém mais suscetível a condições econômicas adversas.

BB

Especulativo

Menos vulnerável no curto prazo, porém enfrenta incertezas contínuas relativas às condições de negócio, financeiras e econômicas adversas.

B

Especulativo

Mais vulnerável a condições adversas de negócio, financeiras e econômicas, porém atualmente apresenta capacidade de horar compromissos financeiros.

CCC

Especulativo

Atualmente vulnerável e dependente de condições de negócio, financeiras e econômicas favoráveis para honrar compromissos financeiros.

CC

Especulativo

Altamente vulnerável; o default ainda não ocorreu, mas espera-se que sua ocorrência seja certa.

C

Especulativo

Atualmente altamente vulnerável à inadimplência, e espera-se que uma recuperação final seja menor que aquela prevista no caso de obrigações com ratings mais elevados.

D

Especulativo

Default no pagamento de um compromisso financeiro ou quebra de uma promessa imputada; também utilizado quando um pedido de falência foi registrado.

Fonte: Standard & Poor’s

  1. Fitch

Rating (nota)

Grau

Descrição

AAA

Investimento

Mais alta qualidade de crédito

AA

Investimento

Qualidade de crédito muito alta

A

Investimento

Qualidade de crédito alta

BBB

Investimento

Boa qualidade de crédito

BB

Especulativo

Especulativo

B

Especulativo

Altamente especulativo

CCC

Especulativo

Risco de crédito substancial

CC

Especulativo

Risco de crédito muito alto

C

Especulativo

Risco de crédito próximo à inadimplência

D

Especulativo

Inadimplência

Fonte: Fitch

As notas de rating de crédito de longo prazo podem receber por subavaliações como AA+, BB-, CCC+, etc

  1. Moody’s

Rating (nota)

Grau

Descrição

Aaa

Investimento

Mais alta qualidade, sujeitas ao nível mais baixo de risco de crédito.

Aa

Investimento

Alta qualidade e estão sujeitas a um risco de crédito muito baixo.

A

Investimento

Grau superior médio e estão sujeitas a baixo risco de crédito.

Baa

Investimento

Médio grau e estão sujeitas ao risco de crédito moderado e, por isso, podem apresentar certas características especulativas.

Ba

Especulativo

Especulativas e estão sujeitas a substancial risco de crédito.

B

Especulativo

Especulativas e estão sujeitas a elevado risco de crédito.

Caa

Especulativo

Especulativas com baixo posicionamento e estão sujeitas a risco de crédito muito elevado.

Ca

Especulativo

Especulativas e estão em default ou muito próximo a ele, com alguma perspectiva de recuperação de principal e juros.

C

Especulativo

A mais baixa classificação e normalmente em default, apresentam poucas perspectivas de recuperação do principal ou juros.

Fonte: Moody’s

A agência geralmente acrescenta modificadores numéricos de 1 a 3 como subclassificações. Por exemplo: Aaa1, Ba2, Caa3 e etc. 

Qual é a classificação de risco de crédito do Daycoval?

 

As ótimas notas que recebemos das agências internacionais de rating são reflexos de algumas coisas bem importantes:

  • A qualidade da nossa administração.
  • Nosso desempenho operacional.
  • Nossa solidez financeira.

Nosso risco de crédito em escala nacional é:

  • Moody’s: AA
  • Fitch Ratings: AA
  • Standard & Poor’s: AA+

Conclusão

 

Com todas essas informações, já ficou claro que o rating de crédito é seu aliado na hora de escolher um investimento para a sua carteira.

Claro que este é apenas um critério, pois você também deve levar em conta o seu perfil de investidor, o tempo que você pode esperar pelo retorno e a rentabilidade pretendida.

Para orquestrar todos esses pontos, a ajuda de um especialista é sempre muito bem-vinda. Aqui no Daycoval, você conta com uma equipe de assessores de investimentos pronta para analisar as melhores opções para você. Fale agora com a gente!

Recomendar Conteúdo:
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Facebook

Quem leu essa matéria também gostou

Matérias mais lidas

Gostaria de receber novidades?

    Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

    WhatsApp
    LinkedIn
    Twitter
    Facebook

      Ei, tá curtindo o nosso Blog?

      Inscreva-se para receber as nossas novidades dicas financeiras exclusivas e conteúdo especial na sua caixa de entrada.




      Obrigado por se inscrever!