Categorias

LCI e LCA: um guia completo para você começar a investir

Quando falamos em LCI e LCA, uma informação salta aos olhos dos investidores: isenção de Imposto de Renda. 

Mas esses títulos não se resumem a apenas isso. Existem diversas peculiaridades que os diferenciam de outros papéis e que você deve se atentar na hora de investir.

Neste artigo, você vai conhecer em detalhes as características das LCIs e LCAs, como rentabilidade, prazo, investimento mínimo e outros pontos importantes.

Para você confirmar se este é um bom investimento para a sua carteira no momento, o Banco Daycoval trouxe o guia completo para você. Vamos lá? Então, boa leitura!

Quer começar a investir com um banco seguro e confiável? Abra a sua conta no Daycoval.

O que é LCI e LCA?

LCI (Letra de Crédito Imobiliário) e LCA (Letra de Crédito do Agronegócio) são títulos de renda fixa emitidos por bancos e instituições financeiras. 

Na prática, quem compra esses papéis empresta dinheiro para a instituição financeira emissora e recebe juros por isso.

A diferença entre ambos está no lastro. Como o nome sugere, as Letras de Crédito Imobiliário são lastreadas na carteira de empréstimos ligada ao setor imobiliário. 

Já as LCAs captam recursos para financiar a cadeia do Agronegócio.

Como funciona o LCI e LCA?

Por financiarem esses dois setores relevantes, as LCIs e LCAs são muito importantes para a nossa economia. Contudo, para quem investe, não há diferenças práticas entre ambas e a escolha costuma ser feita levando em consideração questões como rentabilidade, vencimento e valor mínimo.

Rentabilidade do LCI e LCA: entenda

Como em outros títulos de renda fixa, a rentabilidade das LCIs e LCAs pode ser prefixada, pós-fixada ou atrelada à inflação.

Prefixadas

A taxa de juros é definida no momento da aplicação. Por exemplo, 10% ao ano. Dessa forma, é possível saber exatamente qual será o retorno no momento do vencimento do título.

Pós-fixadas

Um indicador é utilizado como referência para a rentabilidade do papel. O título pode ser atrelado ao CDI, a taxa de juros interbancária que serve como referência para diversos investimentos, ou ao IPCA, que é o indicador oficial da inflação no país.

Nos dois casos, o retorno da aplicação segue a dinâmica do indicador, que oscila ao longo do tempo.

Híbrida 

Aqui a remuneração é composta por uma parte pós-fixada e outra prefixada. Ou seja, o papel garante uma taxa de juros, como 7% ou 8% ao ano, mais a variação de um indicador, que costuma ser o IPCA, com a finalidade de repor as perdas inflacionárias do período.

Liquidez do LCI e LCA 

Liquidez do LCI e LCA 

Em comparação com outros títulos de renda fixa, as LCIs e LCAs não apresentam alta liquidez. Isso quer dizer que nem sempre é possível transformar o papel em dinheiro de forma imediata.

Sendo assim, na hora de investir, é preciso ficar atento ao prazo de carência do título, que varia de acordo com o tipo de rentabilidade oferecida.

O prazo pode chegar a 12 meses, em caso de remuneração atrelada a um índice de preços com atualização anual, ou 36 meses para atualização mensal.

Outra questão a considerar é a possibilidade de resgate antes do vencimento. Existem títulos com liquidez diária após o período mínimo de aplicação. 

Em outros casos, só é possível sacar o dinheiro na data do vencimento, que pode variar de 1 a 3 anos.

Aplicação mínima

A aplicação mínima para investir em LCI e LCA varia de acordo com a instituição onde você realiza a compra do título, já que não existe um órgão responsável por definir esse valor. Porém, geralmente, variam entre R$ 1 mil e R$ 50 mil.

LCI e LCA é seguro?

Apesar de estarem lastreadas em operações de crédito relacionadas aos setores imobiliário e agrícola, o risco desses investimentos não tem relação com essas operações, e sim com a saúde financeira da instituição emissora.

De qualquer forma, LCIs e LCAs contam com a proteção do Fundo Garantidor de Crédito (FGC). Este órgão garante R$ 250 mil por CPF e por instituição, o que torna esse tipo de aplicação muito seguro, com limite total de R$ 1 milhão em quatro anos.

Impostos e taxas

Chegamos ao ponto alto das LCIs e LCAs: os impostos. Ou melhor, a não cobrança de impostos. Isso porque esses investimentos são isentos de Imposto de Renda. 

Isso quer dizer que a rentabilidade desses papéis é líquida, ou seja, não tem descontos.

Para efeito de comparação, outros títulos de renda fixa, como um CDB, podem chegar a ter até 22,5% de desconto de IR, o que impacta significativamente o rendimento do investimento.  

Sendo assim, uma Letra de Crédito que ofereça uma rentabilidade menor, pode acabar entregando um retorno maior ao fim do período por conta da isenção do imposto.

Entretanto, mesmo sendo isentas, as LCIs e LCAs devem ser incluídas na sua declaração do IR, tanto na seção de “Bens e Direitos” como na de “Rendimentos isentos e não tributáveis”.

Quanto às taxas, não há taxa de administração para LCI e LCA. Em algumas instituições pode haver cobrança de taxa de corretagem ou de custódia. Mas, no geral, não costuma haver custo para o investidor.

Vantagens de investir em LCI e LCA

Vantagens de investir em LCI e LCA

Em tempos de juros altos, os investimentos em renda fixa ganham destaque por apresentar uma boa relação entre risco e rendimento. 

Entre as opções disponíveis, as LCIs e as LCAs chamam a atenção pela isenção do Imposto de Renda. Mas esta não é a única vantagem desses títulos. Confira a lista a seguir:

  • Diversificação: variedade de títulos emitidos por instituições de diferentes portes, com prazos e retornos variados.
  • Segurança: garantia do FGC e previsibilidade de retorno.
  • Rentabilidade: as taxas de rentabilidade costumam ser acima do CDI.
  • Como escolher LCI e LCA?

Diversos fatores podem influenciar na escolha do título mais indicado para você. Para começar, é preciso levar em conta os seus objetivos e o seu perfil investidor.

Se a sua meta for proteger o seu poder de compra, os títulos atrelados à inflação podem ser os mais indicados. 

Caso a sua intenção seja obter um retorno garantido, uma letra prefixada é mais recomendada. 

Além de analisar a rentabilidade, analise os prazos e a possibilidade de liquidez antes do vencimento.

Outro ponto importante é a solidez da instituição financeira emissora. Mesmo com a garantia do FGC, é importante checar o rating e o tamanho do endividamento do emissor.

LCI e LCA x CDB

Podemos considerar que as Letras e os CDBs são investimentos parecidos, uma vez que ambos podem ser emitidos por bancos.

A principal diferença entre os dois tipos de papéis é a isenção de impostos, que ocorre apenas nas LCIs e LCAs.

Outro aspecto relevante é que não há obrigatoriedade de prazo mínimo para investimento em CDB e existem diversas opções com liquidez diária.

Passo a passo para investir em LCI e LCA

Vamos entender como investir em LCI e LCA? É muito simples! Veja o passo a passo que o Banco Daycoval separou para você:

  • Passo 1- Escolha a instituição financeira: O investimento em LCI e LCA é feito por meio de uma instituição financeira. Alguns bancos, além de distribuir seus próprios títulos, contam também com papéis de outros emissores para ofertar ao cliente, como é o caso do Daycoval. Abra a sua conta!
  • Passo 2 – Busque o título: Pesquise as opções existentes e escolha a que mais se adequa ao seu perfil e objetivo, considerando rentabilidade, prazo, valor mínimo e solidez do emissor. 
  • Passo 3 – Transfira o valor: Transfira para a sua conta de investimento o dinheiro que deseja investir por meio de uma TED de mesma titularidade. 
  • Passo 4 – Compre o título: Com o título escolhido e o valor transferido, agora é só efetuar a compra e esperar o seu dinheiro render.

Pronto para colocar o passo a passo em prática e aproveitar todas as vantagens das LCIs e LCAs?

No Daycoval, você conta com uma grande variedade desse tipo de papel e, com certeza, encontrará algum que seja perfeito para compor sua carteira de investimentos.

Como a captação desses títulos é limitada, as ofertas podem se esgotar em pouco tempo. Por isso, corra para abrir a sua conta e aproveitar as oportunidades.

Afinal, LCI ou LCA: qual o melhor investimento?

Afinal, LCI ou LCA: qual o melhor investimento?

Não existe uma resposta para saber qual é o melhor tipo de investimento: o LCI ou LCA. A diferença entre ambos é o lastro do papel, ou seja, os ativos subjacentes que respaldam o investimento. 

No caso do LCI, o lastro são os empréstimos relacionados ao setor imobiliário mantidos pelas instituições emissoras. 

Isso significa que, ao investir em LCI, você está indiretamente financiando projetos e atividades no setor imobiliário. 

Já na LCA, o lastro é composto por empréstimos relacionados ao agronegócio, o que implica que ao investir em LCA, você estará contribuindo para projetos do setor agrícola. 

Portanto, a escolha entre LCI e LCA dependerá do seu interesse pessoal ou das suas crenças em relação ao setor imobiliário e ao agronegócio. 

No entanto, lembre-se de considerar outros fatores, como prazo, liquidez, rentabilidade específica e sua própria estratégia de investimento. 

Investimento LCI e LCA: dúvidas frequentes

Apesar de existir muita informação sobre LCI e LCA, muitas pessoas têm dúvidas específicas sobre o assunto. 

Para saná-las de uma vez por todas, a seguir, o Banco Daycoval responderá as dúvidas frequentes sobre esses investimentos. Veja abaixo! 

Só recebo meu dinheiro quando os outros devedores pagarem o banco?

Não necessariamente. Quando se investe em LCI ou LCA, o usuário está comprando um título emitido pelo banco que representa um direito de crédito sobre um determinado lastro de ativos. 

Ou seja, os pagamentos que você receberá como investidor são provenientes dos juros e do principal dos empréstimos que compõem o lastro desses títulos, e não diretamente dos outros devedores. 

O banco é responsável por administrar os empréstimos e distribuir os pagamentos aos investidores de acordo com os termos do título. Então, o pagamento dos investidores não depende do momento em que os bancos receberão o dinheiro dos devedores. 

Meu dinheiro ficará preso com o banco por anos?

Ao investir em LCI ou LCA, seu dinheiro geralmente ficará comprometido por um prazo estabelecido no título que você adquiriu. 

Ambos costumam ter prazos de vencimentos pré determinados, que podem variar de curto a médio e longo prazo. 

Ou seja, durante esse período, o seu dinheiro estará “preso” no investimento, e não será possível resgatá-lo antes do vencimento sem perder parte dos rendimentos. 

A liquidez das LCIs e LCAs pode variar de acordo com a instituição financeira emissora e os termos específicos do título. 

Então, algumas LCIs e LCAs podem permitir o resgate antecipado, mas isso pode estar sujeito a penalidade ou perda de parte dos rendimentos acumulados. 

As taxas do CDB estão maiores, isso quer dizer que são melhores?

O fato das taxas do CDB serem maiores não garante automaticamente que eles são melhores investimentos do que outros produtos financeiros. 

Isso porque a avaliação da qualidade de um investimento é um processo mais complexo e envolve diversos fatores. 

Por exemplo, para realizar essa análise de qualidade de um investimento, é necessário considerar o risco e retorno, a liquidez, a diversificação, os objetivos financeiros e outros.

Portanto, ao avaliar a atratividade de um CDB ou de qualquer outro investimento, é fundamental considerar fatores concretos, inclusive suas preferências. 

Já que a LCI e a LCA são isentas de Imposto de Renda, não preciso declará-las?

o que é LCI

Apesar das LCIs e LCAS serem isentas de IR para pessoas físicas, isso não significa que você está dispensado de realizar a sua declaração de Imposto de Renda. 

A declaração de investimentos é uma obrigação legal, e é importante garantir que todas as informações financeiras estejam corretas e em conformidade. 

Geralmente, as LCIs e LCAs devem ser informadas na seção de “Bens e Direito” na sua declaração de Imposto de Renda. 

Mesmo que esses investimentos sejam isentos de tributação, é essencial listar o valor investido, o banco emissor e outras informações relevantes. 

Por que devo investir em LCI e LCA?

Investir em LCI e LCA pode ser uma opção muito atraente para diversos investidores, dependendo de suas metas financeiras, perfil de risco e necessidades individuais. 

 Aqui estão algumas razões pelas quais você pode considerar investir em LCI e LCA:

  • Isenção de Imposto de Renda;
  • Segurança e Garantia;
  • Rentabilidade Atrativa; 
  • Diversificação;
  • Apoio a Setores Específicos;
  • Planejamento Financeiro.

No entanto, é muito importante notar que as LCIs e LCAs também possuem limitações, como prazos de vencimento e possíveis restrições de liquidez.

Por isso, antes de investir, é crucial entender completamente os termos do investimento, comparar com outras opções e considerar suas próprias metas e objetivos. 

Quer começar a investir em LCI e LCA de uma maneira prática e simples? Então, conte com o Banco Daycoval para você dar seus primeiros passos!

Conclusão 

A escolha entre investir em LCI ou LCA depende de uma análise criteriosa das suas metas financeiras, perfil de risco e necessidades individuais. 

Ambos os investimentos oferecem vantagens atrativas, como a isenção de Imposto de Renda, segurança respaldada pelo FGC e potencial rentabilidade. 

Além disso, esses produtos permitem o apoio a projetos de setores específicos, como o imobiliário ou o agronegócio. 

Independentemente da sua escolha, é importante buscar uma orientação de um profissional financeiro para tomar decisões informadas e alinhadas com seus objetivos. 

Para isso, você pode contar com o Banco Daycoval que conta com uma equipe com expertise quando o assunto é investimentos! Gostou deste artigo? Então, para mais informações sobre o mercado financeiro, acompanhe nosso blog!

Recomendar Conteúdo:
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Facebook

Quem leu essa matéria também gostou

Matérias mais lidas

Gostaria de receber novidades?

    Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

    WhatsApp
    LinkedIn
    Twitter
    Facebook

      Ei, tá curtindo o nosso Blog?

      Inscreva-se para receber as nossas novidades dicas financeiras exclusivas e conteúdo especial na sua caixa de entrada.




      Obrigado por se inscrever!