Categorias

FGC, o que é e como funciona

Todo investidor tem uma grande preocupação: garantir os seus recursos, tanto em relação a retornos de aplicação, como em não ser afetado por riscos de quebra das instituições financeiras, onde aplica seus investimentos.

Neste artigo, vamos informar o que é FGC – Fundo Garantidor de Crédito e como essa ferramenta funciona para resguardar os interesses dos investidores.

Fundo Garantidor de Crédito – FGC

O FGC foi criado pelo Conselho Monetário Nacional – CMN em 1995, sendo uma entidade privada sem fins lucrativos para proteger investidores, correntistas e poupadores do Sistema Financeiro Nacional, quanto a casos de intervenção, falência ou liquidação de instituições financeiras.

Tem como finalidade garantir o valor investido para evitar que o cliente tenha prejuízo total com suas aplicações de recursos.

Suas garantias estão limitadas a um valor de R$ 250 mil, por CPF ou CNPJ e instituição financeira, até o limite máximo total de R$ 1 milhão, considerando que esse valor total tenha um limite de uso de 4 anos.

Assim, se o FGC for acionado em seu limite individual, será deduzido do valor de garantia total e reposto após quatro anos.

Cabe destacar que, no caso de contas conjuntas, esses limites não são duplicados e sim considerados pela divisão entre os titulares.

Outro fator importante é que aplicações em instituições que pertençam a um mesmo grupo financeiro possuem limite total de R$ 250 mil e não podem ser considerados valores limite por instituição.

Isso somente é permitido para instituições de conglomerados distintos, que teriam o limite total aplicado a cada uma.

O FGC possui recursos originados de cada aplicação realizada e que se enquadre em suas diretrizes, devendo ser depositado pela instituição financeira o valor correspondente a 0,0125% do valor total de cada aplicação realizada.

Objetivo e enquadramento do FGC

O FGC objetiva estabilizar o sistema financeiro nacional para preservar o mercado e seus participantes da melhor maneira possível, com foco no pequeno e médio investidor.

Para tal, seu papel é o de intervir em liquidez de operações e preservar as instituições de eventuais riscos.

Fazem parte desse controle os seguintes produtos:

Os tipos de instituições integrantes são:

  • Bancos comerciais, de investimentos e desenvolvimento;
  • Múltiplos;
  • Associações de poupança;
  • Sociedades de crédito.

No entanto, FGC não cobre:

  • Ações;
  • Debêntures;
  • Fundos de investimentos;
  • Fundos de Investimento Imobiliário (FII);
  • Previdência privada;
  • Tesouro Direto;
  • Certificado de recebíveis imobiliários – CRI;
  • Certificado de recebíveis do agronegócio – CRA;
  • Letras financeiras.

Como FGC garante ressarcimento dos valores aos investidores

O FGC monitora constantemente o mercado e ao primeiro sinal de falência ou insolvência de uma instituição ele trabalha com a relação de credores e define um banco para realizar os pagamentos.

Esse processo pode ser de seis meses ou mais para ser concluído. Porém, dependendo de eventuais ações jurídicas de credores, o prazo pode ser ampliado.

Mesmo assim, vem sendo observado, para os casos em que o FGC foi acionado, que as conclusões dos pagamentos vêm ocorrendo em prazos inferiores a um semestre.

O acompanhamento do processo é realizado pelo site do FGC. A destacar que todas as rentabilidades dos investimentos permanecem congeladas, desde a data da decretação da falência.

Opções de investimentos com garantia do FGC

Como vimos, FGC é um forte instrumento para manter a segurança dos investidores quanto a eventuais inconformidades relacionadas a instituições financeiras.

Para o investidor, no entanto, a garantia mais efetiva é contar com uma instituição consolidada e que possua processo de governança corporativa adequada.

Nesse aspecto, o Banco Daycoval, tradicional instituição financeira com 50 anos de operação no mercado, oferece opções diversas de investimentos em produtos bastante interessantes.

Com uma carteira de LCI, LCA e CDB, bastante interessante em relação a rentabilidades encontradas no mercado, passando a ser uma ótima opção de investimento com garantia. E ainda temos várias outras soluções de investimentos adequadas a cada perfil.

Considerações finais sobre FGC

Como vimos o FGC é uma excelente ferramenta de segurança aos investidores. Mesmo assim, trabalhar com uma instituição séria é o objetivo de qualquer pessoa, na hora de investir, para ter tranquilidade.

Acesse nosso site, conheça nossos produtos e fique em segurança.

Recomendar Conteúdo:
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Facebook

Quem leu essa matéria também gostou

Matérias mais lidas

Gostaria de receber novidades?

    Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

    WhatsApp
    LinkedIn
    Twitter
    Facebook

      Ei, tá curtindo o nosso Blog?

      Inscreva-se para receber as nossas novidades dicas financeiras exclusivas e conteúdo especial na sua caixa de entrada.




      Obrigado por se inscrever!