Fundos multimercados: o que são, vantagens e como investir

Se você está pensando em diversificar a sua carteira de investimentos, os fundos multimercados devem estar entre as opções que você deseja conhecer melhor.

Esse tipo de fundo realiza alocações em variados ativos financeiros, tanto de renda fixa, quanto de renda variável, e existem diferentes tipos, cada um com sua própria estratégia.

Segundo uma pesquisa feita pela Yubb, empresa de buscadores de investimentos, os fundos multimercados passaram a ocupar o terceiro lugar no ranking de investimentos mais pesquisados em maio deste ano, o que mostra o aumento de interesse por esse tipo de investimento.

Neste artigo, você vai entender como os fundos multimercados funcionam, além de suas vantagens e desvantagens, forma de tributação e como investir neles.
 
Se você está curioso para saber mais sobre esse tipo de investimento, continue lendo!

O que são fundos de investimento?

Antes de mergulhar nos detalhes dos fundos multimercados, vamos entender o conceito mais amplo dos fundos de investimento.

Um fundo de investimento é um tipo de aplicação coletiva, similar a um condomínio, na qual várias pessoas se unem para investir em conjunto. No condômino, os condôminos detêm direitos e responsabilidades referente às partes que lhes cabem.

No caso dos fundos, a parte que cabe ao investidor é a chamada cota.

Os investidores compram cotas do fundo e o dinheiro é aplicado em diversos ativos financeiros, como ações, títulos públicos, moedas estrangeiras, entre outros. O valor das cotas reflete as flutuações dos preços dos ativos aplicados pelo gestor.

Dessa forma, mesmo com um investimento relativamente pequeno, é possível diversificar os ativos.

Esses fundos são geridos por profissionais especializados, conhecidos como gestores, que tomam as decisões de investimento de acordo com a estratégia do fundo.

Cada tipo de fundo tem características e estratégias diferentes, como veremos mais adiante com os fundos multimercados.

O que são os fundos multimercados?

Agora que entendemos o conceito de fundos de investimento, vamos nos aprofundar nos fundos multimercados.         

Os fundos multimercados são uma categoria de fundos de investimento que apresentam uma estratégia de alocação mais flexível em comparação com outros tipos de fundos.

Diferentemente dos fundos de renda fixa, por exemplo, que investem majoritariamente em títulos públicos, ou dos fundos de ações, que investem principalmente em ações de empresas, os fundos multimercados têm a liberdade de alocar seus recursos em diferentes classes de ativos, como renda fixa, renda variável, câmbio, entre outros.

Essa flexibilidade permite que os gestores aproveitem oportunidades de lucro em diferentes cenários econômicos, o que amplia a possibilidade de uma rentabilidade elevada.

Entretanto, a exposição a mercados variados também aumenta a probabilidade de oscilações e, consequentemente, o risco.

Tributação dos fundos multimercados

 

Os rendimentos dos fundos multimercados são tributados conforme o prazo de resgate. Quanto maior for o prazo, menor será a alíquota do imposto.

Nos fundos de curto prazo, o Imposto de Renda que incide sobre o retorno é de 22,5% para aplicações com duração de até 180 dias e de 20% se o dinheiro permanecer investido por mais tempo, até o limite de 365 dias.

No caso dos fundos de longo prazo, o imposto cobrado é de 22,5% para aplicações de até 180 dias, 20% para investimentos de 181 a 360 dias, 17,5% entre 361 e 720 dias e 15% para aplicações de 721 dias ou mais.

A retenção do IR ocorre a cada 6 meses nos últimos dias dos meses de maio e novembro de forma antecipada. O cálculo considera a menor alíquota de cada modalidade. Esse é o chamado Come Cotas.

Ele é pago sempre em maio e em novembro e a alíquota é de 20% para fundos de curto prazo e 15% para os de longo prazo.

Lembrando que são considerados de longo prazo os fundos que têm vencimento superior a 365 e curto prazo o que for inferior a isso.

Quais os riscos dos fundos multimercados?

 

Os fundos multimercados estão sujeitos aos riscos de mercado, como flutuações nos preços das ações, variações cambiais e mudanças nas taxas de juros. Esses fatores podem afetar o desempenho do fundo.

Para fundos multimercados que investem em títulos de crédito privado, como debêntures, por exemplo, há o risco de crédito, que é a possibilidade de inadimplência por parte do emissor do papel.

Também existe o chamando risco de liquidez, já que, em determinadas situações, pode ser difícil vender as cotas do fundo multimercado com a rapidez desejada.

E como funcionam? 6 principais estratégias em fundos multimercado

Assim como em outros tipos de fundos de investimento, nos fundos multimercados os gestores utilizam análises e estratégias para alocar os recursos de forma a obter o melhor desempenho possível.

Contudo, por não ficar limitado à uma única categoria de ativos, o fundo multimercado pode oferecer uma rentabilidade mais atrativa com um risco mais controlado.

Tanto os ganhos quanto as perdas são compartilhados entre os cotistas do fundo. E é importante ressaltar que os fundos multimercado não contam com garantia do Fundo Garantidor de Crédito (FGC).

Os fundos podem visar diferentes objetivos, como ganhos de curto prazo, preservação de capital ou até mesmo investimentos de longo prazo.

Os gestores podem aproveitar momentos de alta nos mercados de ações, por exemplo, ou adotar estratégias mais conservadoras em situações de instabilidade econômica.

Por falar em estratégias, elas podem ser variadas e isso impacta no resultado e no risco do fundo. Conheça abaixo as estratégias mais frequentes para fundos de investimento multimercados:

Trading

Com o objetivo de realizar lucro no curto prazo, essa estratégia prioriza movimentações mais curtas, seguindo as oscilações do mercado financeiro. É comum o uso de derivativos, mas as operações podem ocorrer em ativos variados.

Macro

Ao montar as estratégias, o gestor está atento ao ciclo econômico de médio e longo prazo e faz uso de diversas classes de ativos para capturar retorno nessa modalidade.

Ao avaliar questões macroeconômicas internas e externas, decide abrir, manter, reduzir, zerar ou aumentar posições nos diversos ativos disponíveis.

Long and Short

Esses fundos operam ativos e derivativos no mercado de renda variável montando operações compradas (long) e vendidas (short), majoritariamente.

O resultado dessas posições pode ser direcional ou neutro. Direcional, o fundo possui mais posições compradas ou vendidas, e neutro ele apresenta exposição financeira líquida de até 5%.

Sendo assim, podemos ter fundos Multimercado Long & Short Direcionais e Neutros.

Juros e Moedas

Nessa modalidade, os gestores buscam identificar oportunidades de investimentos com base nas oscilações das taxas de juros de diferentes países e nas flutuações nas taxas de câmbio.

 Nesse sentido, buscam investimentos em ativos de renda fixa adotando estratégias que apresentem riscos de juros, índices de preço e moeda estrangeria. Uma das estratégias adotadas é o chamado Carry Trade.

Estratégia Específica

Aqui o foco são estratégias de investimentos que impliquem em riscos específicos, tais como commodities e índices futuros.

Outra possibilidade comum é o investimento em empresas Growth (empresas de crescimento).

Nesse caso, o gestor busca identificar empresas com elevado potencial de crescimento, acima da média do mercado, para montar posições compradas.

Estratégia livre

Aqui, diversas operações se alternam ao longo do tempo acompanhando os movimentos do mercado para atingir o resultado esperado.

O grande detalhe nessa modalidade é a liberdade na alocação, uma vez que o gestor não possui restrições na alocação dos recursos em uma estratégia específica.

Vantagens de investir em fundos multimercados

Como qualquer tipo de investimento, os fundos multimercados apresentam aspectos positivos e pontos de atenção. Entre os benefícios, podemos destacar:

Diversificação:

Com alocações em diferentes categorias de ativos, os fundos multimercados são uma excelente alternativa para quem visa à diversificação e valoriza a diluição dos riscos em uma carteira equilibrada.

Flexibilidade:

Nesse tipo de fundo, os gestores têm mais liberdade para realizar alterações nas estratégias de acordo com as mudanças e expectativas do mercado. Dessa forma, é possível aproveitar as oportunidades e minimizar riscos.

Gestão profissional:

Contar com a expertise de especialistas para fazer a leitura do mercado financeiro e conseguir se antecipar aos movimentos para conquistar uma boa rentabilidade é uma das principais vantagens de optar por esse tipo de fundo.

Potencial de retorno:

Todas as vantagens mencionadas acima resultam na possibilidade de conquistar retornos mais elevados em comparação a outros tipos de fundos e sem uma exposição a risco exagerada. 

Desvantagens de Investir em fundos multimercados

Antes de investir em um fundo multimercado, é importante ter consciência das desvantagens desse tipo de investimento. Confira a seguir:

Riscos:

Ainda que a exposição a diferentes classes de ativos possa ser vista de uma perspectiva positiva devido à diversificação, a presença em mercados variados também pode resultar em maiores oscilações e um certo grau de risco.

Taxas e custos:

Geralmente, para investir em um fundo multimercado é necessário pagar taxas de administração e performance, o que pode reduzir a rentabilidade do investimento.

Menor previsibilidade:

Em comparação com fundos de renda fixa, por conta da natureza flexível dos fundos multimercados, fica mais difícil prever o retorno que será alcançado.

E é importante ressaltar que rentabilidade passada não garante rentabilidade futura. Logo, para aplicar nesse tipo de fundo, é preciso estar disposto a lidar com a imprevisibilidade.

Liquidez

Esses fundos normalmente contam com prazos de cotização e liquidação financeira mais longos quando comparados a alternativas mais simples e conservadoras.

Como investir em fundos multimercado?

Investir em fundos multimercados é relativamente simples. Veja os passos básicos para começar:

Defina seus objetivos: Antes de investir, considere seu perfil de investidor e tolerância a risco, defina seus objetivos financeiros e o prazo de investimento. Isso ajudará você a escolher o fundo multimercado mais adequado para você.

Pesquise e avalie: Existem diversos fundos multimercados disponíveis no mercado. Pesquise e avalie as opções considerando: a equipe de gestão (procure gestores com comprovada expertise), o histórico consistente de rentabilidade, a sólida gestão da volatilidade, a taxa de administração e as estratégias de investimento do fundo.

Abra uma conta: Com a escolha feita, abra uma conta em uma instituição financeira autorizada. Prefira locais com um bom reconhecimento e que ofereçam plataformas práticas e seguras para investir, como o Daycoval Investe.

Invista: Uma vez que a sua conta esteja aberta, você já pode fazer o investimento no fundo multimercado escolhido. No app do Daycoval, basta ter saldo em conta e, na guia investimentos, definir o produto e valor e finalizar a aplicação.

Acompanhe: Não deixe de acompanhar a performance do fundo ao longo do tempo. Verifique periodicamente os relatórios de desempenho e esteja atento a possíveis mudanças nas estratégias adotadas pelo gestor.

Conclusão

Os fundos multimercados oferecem a oportunidade de diversificar seus investimentos e buscar retornos mais atrativos.

Suas estratégias de investimento variadas se adaptam a diferentes cenários econômicos, tornando possível conquistar uma boa rentabilidade para a sua carteira dentro de uma relação risco x retorno bem equilibrada.

Entretanto, a escolha de um investimento passa pela análise de diversos fatores que vão além da sua rentabilidade, como a adequação ao perfil do investidor, o prazo e a liquidez.

Por isso, não deixe de contar com uma ajuda profissional para analisar todos esses pontos e fazer a escolha certa. 

Se você está buscando diversificar sua carteira de investimentos e está disposto a assumir os riscos atrelados aos fundos multimercados, abra a sua conta no Daycoval Investe e comece a investir.

Recomendar Conteúdo:
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Facebook

Quem leu essa matéria também gostou

Matérias mais lidas

Gostaria de receber novidades?

    Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

    WhatsApp
    LinkedIn
    Twitter
    Facebook

      Ei, tá curtindo o nosso Blog?

      Inscreva-se para receber as nossas novidades dicas financeiras exclusivas e conteúdo especial na sua caixa de entrada.




      Obrigado por se inscrever!