O que é Tesouro Prefixado? Descubra se vale a pena investir!

Tesouro prefixado

Você já ouviu falar sobre o Tesouro Prefixado, mas não sabe ao certo do que se trata? Esse tipo de investimento faz parte do Tesouro Direto — um programa do governo federal para investir em títulos públicos — e tem diferenciais interessantes.

Por exemplo: você sabe, exatamente, quanto receberá ao final do período de aplicação a partir de uma taxa de juros fixa e que é determinada no momento da compra.

Mas será que vale a pena investir nessa modalidade?

Ao longo deste artigo, vamos explorar tudo sobre o Tesouro Prefixado, suas vantagens e desvantagens, e entender se ele pode ser uma escolha inteligente para você!

Tesouro prefixado

O que é Tesouro Prefixado?

O Tesouro Prefixado é um tipo de título público disponível no Tesouro Direto. É uma modalidade de investimento de renda fixa na qual o título tem uma taxa de juros fixa definida no momento da compra.

Na prática, ele permite que pessoas físicas, que quererem saber exatamente o valor que receberão ao final da aplicação, invistam em títulos do governo.

Como adiantamos, isso significa que você sabe, desde o início, quanto receberá no vencimento do título. A segurança e previsibilidade desse tipo de investimento atraem investidores que desejam planejar seus ganhos com antecedência.

E mais: o Tesouro Direto tem se mostrado um ativo muito acessível e inclusive mais rentável do que a poupança, por exemplo, já acumulando recordes de novos investidores ativos.

Como o Tesouro Prefixado funciona?

Primeiramente, você deve escolher um título prefixado com base na taxa de juros fixa oferecida e na data de vencimento do título do seu interesse.

Há opções com prazos variados e isso contribui para que você selecione a que melhor se encaixa em sua estratégia de investimento. Uma vez que a rentabilidade definida no momento da compra só é mantida, se o investidor permanecer com o título até o seu vencimento.

Em seguida, você compra o título pelo valor atual de mercado por meio do site do Tesouro Direto ou de instituições financeiras autorizadas. O preço pode variar com base nas condições, assim como o rendimento, que vai estar explicitado em cada produto.

Dessa maneira, ao longo do prazo do título, ele não sofre alterações no valor dos juros, já que a taxa é fixa. Assim, você saberá quanto receberá no final do período de investimento — é quando você recebe o valor total investido mais os juros prefixados combinados.

Você também pode vender o título antes do vencimento, mas o preço de venda pode variar com base nas condições do mercado no momento da venda.

Vale destacar, ainda, que os rendimentos do Tesouro Prefixado estão sujeitos a Imposto de Renda (IR), que é retido automaticamente na fonte. A alíquota do IR varia conforme o prazo do título, com taxas menores para investimentos mais longos.

Veja também: Conheça alguns tipos de investimentos isentos de Imposto de Renda

Tesouro prefixado

Quais são os tipos de Tesouro Prefixado?

No mercado do Tesouro Direto, há diferentes tipos de títulos prefixados para atender às diversas necessidades e objetivos de investimento dos investidores. Essa variedade existe para que você possa escolher um título que se adeque melhor aos seus planos financeiros.

Vale adiantar, contudo, que os títulos prefixados têm características semelhantes, já que todos oferecem uma taxa de juros fixa definida no momento da compra. 

No entanto, os detalhes de cada tipo podem variar, como o prazo de vencimento e a forma de pagamento dos juros. Vamos explorar os dois principais tipos de Tesouro Prefixado.

Tesouro Prefixado (LTN)

Também conhecido como LTN (Letra do Tesouro Nacional), o Tesouro Prefixado é um título de renda fixa que oferece uma taxa de juros fixa definida no momento da compra. 

E como funciona: você compra o título por um preço menor do que o valor de face e, ao vencimento, recebe o valor de face total em prazos de vencimento variados — normalmente, entre 1 e 10 anos.

Uma das vantagens do Tesouro Prefixado é que ele se alinha melhor aos investidores que desejam saber exatamente quanto receberão ao final do prazo, tornando-o uma escolha segura para objetivos financeiros de médio e longo prazo.

Tesouro Prefixado com juros semestrais (NTN-F)

Conhecido como NTN-F (Nota do Tesouro Nacional Série F), esse título também oferece uma taxa de juros fixa, mas com uma diferença: os juros são pagos de forma semestral ao longo do prazo de investimento — que varia entre 5 e 10 anos, em média.

Ele pode ser uma boa opção para quem busca uma fonte regular de renda enquanto mantém o investimento de longo prazo. É ideal para investidores que precisam de liquidez periódica, por exemplo.

Veja também: Saiba quais estratégias usar para juntar R$ 100 mil

Tesouro Prefixado: quais são as vantagens e desvantagens?

Vantagens

  • Com uma taxa de juros fixa, você sabe quanto receberá ao final do prazo do título, o que apresenta segurança e previsibilidade aos investimentos;
  • O ativo é considerado de baixo risco, pois os títulos são garantidos pelo governo federal;
  • Oferece uma taxa de juros fixa que, em muitos casos, é mais competitiva do que outras opções de renda fixa no mercado;
  • Forma de diversificação da carteira, reduzindo riscos globais.
  • Os títulos do Tesouro Direto, incluindo o Tesouro Prefixado, podem ser vendidos antes do vencimento por meio da plataforma do governo, proporcionando liquidez ao investimento;
  • Trata-se de um investimento acessível para diversos perfis de investidores, com valores de aplicação inicial baixos.

Desvantagens

  • Embora a taxa de juros seja fixa, o preço dos títulos prefixados pode ser volátil antes do vencimento, especialmente em períodos de mudanças nas taxas de juros de mercado;
  • Se as taxas de juros no mercado caírem após a compra do título, você pode perder a oportunidade de obter retornos maiores com outras opções de investimento;
  • Os rendimentos do Tesouro Prefixado são sujeitos a Imposto de Renda (IR), com a alíquota variando conforme o prazo do investimento;
  • Alguns títulos têm prazos longos, o que pode ser uma desvantagem para investidores que buscam retornos mais rápidos ou têm necessidade de liquidez no curto prazo;
  • Caso você venda o título antes do vencimento ou resgate no prazo certo, pode enfrentar dificuldades para encontrar uma alternativa com taxa de juros tão atrativa.
  • No caso de títulos públicos, que tem cupom de juros, o IOF não incide sobre os cupons, mas o imposto de renda sim.

E aí, acha que vale a pena o investimento no Tesouro Prefixado? Então, explore as vantagens desse ativo diretamente na plataforma do Daycoval Investe!

Tesouro prefixado

Conclusão

O Tesouro Prefixado é uma modalidade que oferece previsibilidade e segurança, pois sua taxa de juros é fixa e conhecida desde o momento da compra. É, portanto, uma opção interessante para quem busca retornos estáveis e deseja planejar seus ganhos com antecedência, além de proporcionar diversificação na carteira de investimentos.

No entanto, é importante avaliar também as desvantagens, como a volatilidade do preço do título antes do vencimento, em função das variações nas taxas de juros de mercado. Além disso, os rendimentos do Tesouro Prefixado estão sujeitos a Imposto de Renda, e alguns títulos têm prazos longos que podem não atender a todos os perfis de investidores.

Portanto, é fundamental considerar seus objetivos financeiros e sua tolerância ao risco antes de decidir se investir no Tesouro Prefixado é a escolha certa para você.

Recomendar Conteúdo:
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Facebook

Quem leu essa matéria também gostou

Matérias mais lidas

Gostaria de receber novidades?

    Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

    WhatsApp
    LinkedIn
    Twitter
    Facebook

      Ei, tá curtindo o nosso Blog?

      Inscreva-se para receber as nossas novidades dicas financeiras exclusivas e conteúdo especial na sua caixa de entrada.




      Obrigado por se inscrever!