Value investing: Saiba o que é, quais os riscos e como investir!

No mundo dos investimentos, há uma estratégia que existe há bastante tempo: o value investing.

Popularizado por visionários como Benjamin Graham e Warren Buffett, o value investing não é apenas uma técnica de investimento, mas sim uma filosofia que se baseia em princípios concretos e na análise meticulosa do valor intrínseco de um ativo, ou seja, o seu valor real ou justo, independente das flutuações de preço de mercado.

Neste artigo, vamos ver o que é o value investing, como funciona, quais são os melhores livros para estudá-lo, os riscos mais relevantes e como implementar essa abordagem de investimento. Boa leitura!

O que é value investing?

O value investing, ou investimento em valor, é uma estratégia de investimento que se concentra na aquisição de ativos considerados subvalorizados pelo mercado.

Em essência, os value investors (investidores de valor) buscam ativos cujo preço de mercado esteja abaixo do seu valor intrínseco, com a expectativa de que, ao longo do tempo, o mercado reconheça esse valor e os preços se ajustem.

Saiba mais sobre investimentos de longo prazo:

Essa percepção de valor é muito pessoal, visto que cada investidor utiliza sua própria perspectiva para identificar esses ativos.

No value investing, é muito importante que você se identifique e acredite na empresa na qual está investindo.

Além disso, quem utiliza esse método costuma encontrar boas oportunidades em momentos de alarme no mercado e nas flutuações aleatórias de preço no curto prazo.

Como o value investing funciona?

value-investing-curso

O pilar central do value investing é a análise fundamentalista minuciosa de uma empresa.

Isso implica examinar detalhadamente os fundamentos financeiros da empresa, incluindo receitas, lucros, fluxo de caixa, alavancagem e balanço patrimonial.

Outro ponto importante é que os value investors consideram fatores qualitativos, como competência da gestão, vantagem competitiva, qualidade de produtos e serviços, market share e perspectivas futuras.

Com base em tudo isso, o investidor avalia se o valor da ação está abaixo do que deveria e se há a possibilidade dela se manter atrativa por muitos anos.

Imagine que uma empresa tenha sua ação negociada a R$ 5. Porém, quando você analisa os fundamentos quantitativos e qualitativos dessa empresa, é possível identificar que o seu preço deveria ser R$ 40 e que há potencial de valorização ao longo dos anos, já que se trata de uma empresa com bom market share, produtos competitivos e uma gestão competente que investe em inovação.

Dessa forma, você acredita que vale a pena comprar esse papel e mantê-lo em carteira por muitos anos visando à sua valorização.

Quais os melhores livros para estudar value investing?

Investimento em valor: de Graham a Buffett e além – Bruce Greenwald

Publicado em 2021, este livro oferece uma análise completa do value investing, desde os princípios fundamentais até estratégias avançadas.

Bruce Greenwald examina as abordagens de investimento de Benjamin Graham e Warren Buffett, fornecendo insights valiosos para que investidores de todos os níveis de experiência possam encontrar bons investimentos.

Investindo em ações no longo prazo – Jeremy Siegel

Embora não seja exclusivamente sobre value investing, este livro aborda os princípios do investimento em ações com uma perspectiva de longo prazo.

Jeremy Siegel destaca a importância de identificar empresas sólidas e mantê-las em carteira por períodos prolongados, alinhando-se com a filosofia do value investing.

O investidor inteligente – Benjamin Graham

Considerado a “bíblia” do value investing, este livro é escrito pelo próprio pai dessa abordagem, Benjamin Graham.

Ele delineia os princípios fundamentais do método, incluindo a importância da análise fundamentalista e da margem de segurança.

O Jeito de Warren Buffett de Investir – Robert G. Hagstrom

Robert Hagstrom analisa a estratégia de investimento de Warren Buffett, que é fortemente influenciada pelos princípios do value investing.

O livro fala sobre como Buffett avalia empresas, toma decisões de investimento e constrói uma carteira de longo prazo.

Warren Buffett e a análise de balanços – Mary Buffett & David Clark

Com uma linguagem fácil, este livro foca na importância da análise de balanços na tomada de decisões de investimento, especialmente na perspectiva de Buffett.

Ele destaca como interpretar os números financeiros de uma empresa para identificar oportunidades de investimento.

Quais os principais riscos do value investing?

Embora o value investing seja uma estratégia comprovada, isso não significa que não existam riscos. Alguns dos principais são:

Risco de desvalorização contínua: Os ativos considerados subvalorizados podem permanecer subvalorizados por longos períodos de tempo, o que pode resultar em perdas para os investidores.

Risco de análise incorreta: A análise fundamentalista nem sempre é precisa, e os investidores podem cometer erros ao avaliar o valor intrínseco de um ativo.

Risco de volatilidade do mercado: O mercado pode ser volátil e imprevisível, o que pode afetar os preços dos ativos, independentemente de seu valor intrínseco.

Risco de mudanças no ambiente econômico: Mudanças nas condições econômicas e políticas podem afetar o desempenho das empresas e, consequentemente, o valor de seus ativos.

Como investir usando o value investing?

value-investing-como-calcular

Para ter sucesso com o value investing, é importante seguir alguns passos:

  • Conduza uma análise fundamentalista detalhada – avalie cuidadosamente os fundamentos financeiros da empresa, incluindo sua receita, lucro, fluxo de caixa e balanço patrimonial.
  • Estabeleça uma margem de segurança – compre ativos com um desconto significativo em relação ao seu valor intrínseco para reduzir o risco de desvalorização.
  • Tenha senso de pertencimento – invista em empresas em que você acredita e deseja ser sócio por muito tempo.
  • Mantenha uma perspectiva de longo prazo – o value investing é uma estratégia de investimento de longo prazo, então esteja preparado para manter seus investimentos por períodos prolongados, mesmo durante turbulências do mercado.
  • Diversifique sua carteira – não coloque todos os as 15 em uma única cesta; diversifique sua carteira para reduzir o risco.
  • Continue aprendendo – o mercado está em constante mudança, então continue aprendendo e se atualizando sobre novas estratégias e oportunidades de investimento.
  • Fique atento às oportunidades – esteja sempre atento a empresas subvalorizadas que apresentam potencial de crescimento a longo prazo.

Se você está interessado em saber como aplicar o value investing em sua própria estratégia de investimento, lembre-se que você pode contar com o apoio dos nossos assessores de investimentos.

Com suporte profissional, você une as suas percepções sobre os ativos à experiência de quem acompanha o mercado financeiro dia após dia. Abra a sua conta e comece a investir agora mesmo.

Conclusão

O value investing continua sendo uma das abordagens mais respeitadas e eficazes para quem deseja investir em ações.

Baseado em princípios sólidos e na análise cuidadosa do valor intrínseco de um ativo, o value investing oferece aos investidores uma maneira de identificar boas oportunidades e construir riqueza a longo prazo.

Ao adotar o value investing e investir com inteligência e disciplina, você pode aumentar suas chances de alcançar o sucesso financeiro. Bons investimentos!

Recomendar Conteúdo:
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Facebook

Quem leu essa matéria também gostou

Matérias mais lidas

Gostaria de receber novidades?

    Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

    WhatsApp
    LinkedIn
    Twitter
    Facebook

      Ei, tá curtindo o nosso Blog?

      Inscreva-se para receber as nossas novidades dicas financeiras exclusivas e conteúdo especial na sua caixa de entrada.




      Obrigado por se inscrever!