Planejamento financeiro familiar: por que ele é tão importante e como colocar em prática

melhor-cdb-2024

Entre tantas demandas e responsabilidades, é muito fácil para uma família perder o controle das finanças. 

No entanto, para evitar cenários como esse, o primeiro passo é entender a importância do planejamento financeiro familiar. 

Imagine você e sua família com a capacidade de alcançar suas metas definidas, como comprar um imóvel ou realizar uma viagem. Isso é possível com o planejamento familiar. 

Não importa quais sejam suas metas e objetivos, ter o controle das finanças e saber como realizar um planejamento adequado é fundamental para garantir um futuro próspero. 

Porém, não são todas as famílias que sabem dar o primeiro passo. Por isso, neste artigo, vamos explorar a importância do planejamento financeiro familiar, além de ensinar como efetuá-lo

Está pronto para dar o pontapé inicial para garantir o futuro da sua família? Então, vamos lá! 

O que é planejamento financeiro familiar?

O planejamento financeiro familiar é nada mais do que o controle total de todo o orçamento da família, seja renda, investimentos, despesas e outros. 

Nele, o planejador sabe tudo o que está acontecendo com os rendimentos da família. Ou seja, ele sabe para onde vai cada centavo. 

Dessa maneira, ele consegue saber exatamente suas prioridades e como distribuir uniformemente o orçamento da família. 

O planejamento financeiro familiar envolve também a projeção de gastos, onde será possível entender como o dinheiro da casa funciona e como deve ser manejado. 

Assim, é possível analisar melhor os cenários do cotidiano para poder direcionar a renda da maneira correta, sabendo quando cortar gastos, quando poupar ou até mesmo investir.

Por isso, o planejamento familiar é fundamental, uma vez que funciona como uma ferramenta que ajuda na educação financeira de toda a família. 

A importância da educação financeira familiar

Mas afinal, qual é a importância da educação financeira familiar? Apesar de não ser muito empregada nas famílias, a educação financeira é fundamental no cotidiano. 

Muitas famílias negligenciam o ensino financeiro familiar, não ensinando seus filhos e parentes a organizarem seus rendimentos. Isso, por um lado, se torna um ciclo vicioso. 

“Mas, por quê?”. Essa negligência se repete no decorrer do tempo e as futuras gerações são afetadas por também não saberem lidar com o dinheiro. 

Dessa maneira, as dívidas vão aparecendo, não existe prosperidade financeira e as famílias acabam estagnadas.

Para interromper esse ciclo vicioso, as famílias podem começar a utilizar a educação financeira a seu favor, passando o conhecimento para suas futuras gerações também. 

O melhor de tudo é que nunca será tarde para realizar um planejamento financeiro familiar, uma vez que ele sempre será bem-vindo em qualquer situação. 

Então, tudo o que você precisa é juntar-se com sua família para analisar para onde vai cada centavo do orçamento da casa. Esse é o primeiro passo para criar um planejamento!

Como começar a aplicar o planejamento nas suas finanças e orçamento?

Após ter o conhecimento da importância da ferramenta, está na hora de aplicar em seu cotidiano.

O primeiro passo é entender a sua situação atual, realizando um levantamento de todas as receitas e despesas da casa. Veja de onde o dinheiro entra e de onde ele sai. 

Em seguida, defina quais serão as metas familiares (quitação de dívidas, viagens, compras, estudos, etc.) para orientar suas decisões financeiras. 

Com isso, está na hora de elaborar o seu orçamento familiar. Você pode começar priorizando o pagamento de dívidas. Para isso, separe-as em categorias. 

Se sua família estiver endividada, lembre-se que o superendividamento pode prejudicar o seu planejamento financeiro. Então, priorize o pagamento das dívidas e evite a criação de novas. 

Com o entendimento do orçamento familiar e o pagamento das dívidas, por fim, você já pode dar início a criação de uma reserva de emergência

No entanto, lembre-se que o planejamento financeiro é um processo contínuo e exige extrema disciplina de todos os membros da família. 

Planejamento financeiro familiar: saiba como fazer!

orçamento-financeiro-familiar
É possível realizar um planejamento familiar adequado para a realidade de cada família.

O planejamento financeiro familiar pode ser uma tarefa complexa de ser realizada, especialmente por envolver todos os membros da família. 

No entanto, com calma e com as dicas certas, é possível realizar um planejamento familiar adequado para a realidade de cada família. 

Para isso, separamos um passo a passo simples e eficiente para você iniciar o seu planejamento financeiro familiar. Vamos conhecê-lo? 

1. Anote todos os gastos

O primeiro passo para realizar um planejamento orçamentário familiar é anotar todos os gastos feitos por todos os membros da casa. 

A estratégia pode parecer simples, mas ela é essencial para você saber exatamente para onde o dinheiro da família está sendo distribuído. 

Dessa maneira, você pode saber exatamente o que pode ser cortado do orçamento familiar e as necessidades da casa. 

2. Registre todas as receitas

Após anotar todos os seus gastos, está na hora de registrar suas receitas, ou seja, quanto que entra de dinheiro no orçamento familiar.

Para isso, você precisa entender o valor que cada membro da família contribui para o orçamento. Além disso, considere também as receitas externas, que são recebidas de terceiros. 

Dessa maneira, você pode saber exatamente o quanto cada membro contribui para o orçamento familiar e, se necessário, redistribuir o valor para cada um. 

3. Crie metas

A regra é clara: os gastos da família precisam ser menores que o orçamento familiar total. Caso contrário, não é possível realizar um planejamento adequado.

Então, a partir do entendimento do orçamento familiar total, é possível criar metas conforme os rendimentos. 

Por exemplo, o dinheiro que sobrar do mês, pode ser direcionado para a quitação de alguma dívida ou um fundo de emergência. 

4. Entenda e controle os seus gastos

Metas criadas, o próximo passo é entender e controlar os seus gastos. De início, pode ser difícil, já que você estará lidando com uma rotina financeira nova. 

No entanto, lembre-se, o controle financeiro familiar necessita de extrema disciplina para dar frutos e se tornar uma rotina comum, sem dificuldades.

Para controlar seus gastos, é importante que você converse com sua família para eles entenderem que será necessário controlar o orçamento no momento.

5. Negocie suas dívidas

Se você possui dívidas pendentes, não tente somente ignorá-las. Para você ter um planejamento financeiro eficaz, é importante não ter débitos em aberto. 

Caso suas dívidas tenham valores altos, tente negociar com a empresa ou banco em que seus débitos estão ativos. Essa é a melhor forma de lidar com as dívidas. 

Essas instituições podem encontrar soluções e estratégias que sejam adequadas para sua realidade atual, negociando sua dívida de uma maneira que não apertará seu bolso. 

6. Organize a renda da família

Após negociar suas dívidas e controlar seus gastos, será necessário organizar a renda da família de acordo com a sua nova realidade financeira. 

Para isso, junte a família e calcule quanto que sobrará do orçamento familiar para o lazer, pagamento de contas, despesas cotidianas, metas, entre outros. 

Nesse momento, é muito importante toda a família estar reunida para realizar a organização de uma maneira justa com o consentimento de todos.

7. Tenha disciplina

educação-financeira-familiar

Com o planejamento financeiro familiar realizado, por fim, todos os membros da família devem manter a disciplina e seguir o plano estabelecido. 

Então, evite os gastos desnecessários e, quando possível, invista o dinheiro da sua reserva de emergência, já que será um benefício para todos os membros da família. 

Coloque em sua mente que o planejamento familiar será uma estratégia que dará ótimos frutos para sua família e deixará o dia a dia mais leve e organizado. 

Com os rendimentos acumulados do planejamento familiar, você pode iniciar uma jornada próspera do seu dinheiro com a realização de investimentos. 

Conclusão

A educação financeira familiar é um conhecimento fundamental para gerar um futuro próspero e tranquilo. Sem o planejamento, a desorganização pode trazer graves consequências. 

Então, se você deseja organização e sucesso financeiro para a sua família, dê o primeiro passo para um futuro melhor optando pelo planejamento financeiro. 

O processo pode ser um pouco complexo e demorado, mas, com disciplina, você poderá chegar onde quiser. 

Para isso, não se esqueça de contar com instituições que poderão ajudá-lo nessa caminhada, como o Banco Daycoval. Estamos aqui para ser seu parceiro de confiança!

Veja também:

Recomendar Conteúdo:
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Facebook

Quem leu essa matéria também gostou

Matérias mais lidas

Gostaria de receber novidades?

    Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

    WhatsApp
    LinkedIn
    Twitter
    Facebook

      Ei, tá curtindo o nosso Blog?

      Inscreva-se para receber as nossas novidades dicas financeiras exclusivas e conteúdo especial na sua caixa de entrada.




      Obrigado por se inscrever!