Categorias

Como funciona o Tesouro Direto? Saiba se vale a pena investir!

tesouro-direto-simulador

O Tesouro Direto é um investimento que vem ganhando muito destaque, especialmente entre investidores iniciantes e mais conservadores. Além de fazer parte de estratégias de diversificação e proteção da carteira de investimentos.

Com caraterísticas como praticidade, segurança e liquidez, este título costuma ser o próximo passo de quem apenas costumava guardar dinheiro na poupança.

Se você está procurando maneiras seguras e práticas de fazer o seu dinheiro render, o Tesouro Direto pode ser uma excelente escolha.

Neste artigo, você vai entender como funciona o Tesouro Direto, quais são os tipos de títulos e como você pode começar a investir ainda hoje. Boa leitura!

abra-sua-conta-de-investimento

O que é o Tesouro Direto?

como-funciona-o-tesouro-Selic

O Tesouro Direto é um programa do governo brasileiro criado em parceria com o Tesouro Nacional.

Ele foi lançado em 2002 com o objetivo de democratizar o acesso aos títulos públicos federais, permitindo que pessoas físicas também pudessem investir nesses ativos. Dessa forma, ele abrange investidores de todos os portes.

Segundo informações do relatório do Tesouro Nacional, o número de investidores ativos subiu 5,5% no 1º semestre de 2023, atingindo 2,25 milhões de cadastros. Em 12 meses, a alta foi de 11,8%.

Em essência, quando você investe no Tesouro Direto, está emprestando dinheiro para o governo, que em troca, paga juros pelo período do investimento. O recurso arrecadado é utilizado para financiar a dívida pública.

Por seu aporte mínimo inicial ser de apenas R$ 30, é uma aplicação muito acessível.

Outro ponto interessante é que este é um investimento bem versátil, com diversas opções de indexadores e prazos, atendendo a investidores com perfis variados.

Inclusive, existe mais de uma forma de remuneração, podendo ser prefixada, pós-fixada ou híbrida.

Como funciona o Tesouro Direto?

O funcionamento do Tesouro Direto é bastante simples. Os investidores podem escolher entre diferentes tipos de títulos públicos, cada um com suas características e prazos de vencimento.

Os principais tipos de títulos disponíveis são:

Tesouro Selic

O Tesouro Selic é um título pós-fixado, ou seja, sua rentabilidade está atrelada à taxa Selic, a taxa básica de juros da economia brasileira, que é definida a cada 45 dias pelo Banco Central.

Ele é uma opção de baixo risco, ideal para investidores conservadores e iniciantes, que buscam segurança e liquidez.

Uma das principais vantagens do Tesouro Selic é a sua liquidez diária, o que significa que você pode resgatar o seu investimento a qualquer momento sem perder rentabilidade.

Por isso, é um dos títulos mais usados para reserva de emergência.

Tesouro IPCA+

O Tesouro IPCA+ é um título híbrido que oferece proteção contra a inflação e que preserva o poder de compra do investidor ao longo do tempo.

Sua rentabilidade é composta por uma taxa fixa somada à variação do IPCA, o índice que mede a inflação no país, o que sempre garante um ganho real para o investidor.

É importante destacar que o Tesouro IPCA+ possui vencimento mais longo, o que o torna uma opção indicada para objetivos de médio e longo prazo, e que a parte prefixada da rentabilidade só é paga integralmente na data de resgate do papel.

Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais

Este título possui as mesmas características do Tesouro IPCA+, mas com a vantagem de pagar juros semestralmente de forma proporcional à remuneração combinada, o que pode ser interessante para quem busca uma renda periódica.

Contudo, vale ter em mente que o Imposto de Renda será cobrado sobre o ganho semestral seguindo a tabela regressiva que vai de 22,5% a 15%.

Tesouro Prefixado

O Tesouro Prefixado uma opção para quem busca previsibilidade de rentabilidade, já que oferece uma taxa de juros fixa, conhecida no momento da compra.

Entretanto, caso você precise retirar o dinheiro da aplicação antes do vencimento, você corre o risco de sacar um valor menor do que o montante inicial.

Isso acontece porque o preço do título é ajustado diariamente de acordo com as expectativas para os juros, a chamada marcação à mercado.

Tesouro Prefixado com Juros Semestrais

Assim como o Tesouro Prefixado, este título oferece uma taxa de juros fixa, mas também paga juros semestrais, proporcionando uma renda extra ao investidor.

A grande vantagem é ter um fluxo de caixa sem precisar se desfazer o título antes do vencimento.

Os juros semestrais podem ser sacados ou reinvestidos. Contudo, há o desconto do IR seguindo a tabela regressiva a partir de 22,5%.

Quais as vantagens de investir no Tesouro Direto?

Como vimos, o Tesouro Direto é um investimento muito versátil, que apresenta uma série de vantagens. As principais delas são:

Segurança: os títulos públicos federais são considerados os investimentos mais seguros do Brasil, uma vez que o governo é o emissor e dificilmente deixará de honrar a dívida com os investidores.

Rentabilidade: os títulos do Tesouro Direto oferecem rentabilidades competitivas em relação a outras opções de renda fixa. Por isso, é uma escolha atrativa para investidores conservadores.

Acessibilidade: você pode começar a investir no Tesouro Direto com valores baixos, a partir de R$ 30.

Diversificação: Com diferentes tipos de títulos disponíveis, é possível diversificar sua carteira e adaptá-la aos seus objetivos financeiros.

Liquidez: é possível resgatar a aplicação quando quiser, o que a torna ideal para reserva de emergência.

Como investir no Tesouro Direto?

Quanto-rende-10-mil-por-mês-no-Tesouro-Direto

Agora, vamos ver o passo a passo para investir no Tesouro Direto:

Passo 1: Escolher a instituição

Para investir no Tesouro Direto, é necessário ter uma conta em uma instituição financeira.  Procure uma que ofereça uma plataforma fácil de usar e que tenha um bom suporte.

Aqui no Daycoval, você investe no Tesouro Direto de forma prática e conta com o suporte do nosso time de assessores de investimentos para escolher o título que mais se adequa ao seu perfil de investidor e objetivos.

Confira o vídeo abaixo e saiba sobre a importância de contar com o apoio de um assessor de investimentos:

Passo 2: Abrir a conta

Após escolher a instituição financeira, realize a abertura da sua conta. Você precisará fornecer seus documentos e informações pessoais. Esse processo é importante para garantir a segurança das operações.

Passo 3: Transferir o dinheiro

Com a conta aberta, transfira o dinheiro que deseja investir.

Passo 4: Escolher o título

Agora vem a parte crucial: escolher o título que melhor se encaixa nos seus objetivos. Considere o prazo de investimento, o perfil de risco e a rentabilidade esperada.

Passo 5: Realizar a compra

Com o dinheiro na conta e o título escolhido, é hora de efetuar a compra. Na plataforma do banco, siga as instruções para adquirir o título desejado.

Passo 6: Acompanhar seus investimentos

Após a compra, é importante acompanhar o desempenho dos seus investimentos. Você pode fazer isso pela própria plataforma da instituição pela qual investiu, que geralmente oferece relatórios e gráficos detalhados.

Passo 7: Sacar ou reinvestir

Quando o título atingir o vencimento, o recurso volta automaticamente para a sua conta e você pode sacar ou reinvestir esse recurso.

Agora que você já sabe tudo sobre como funciona o Tesouro Direto e como investir, chegou a hora de agir! Abra a sua conta aqui no Daycoval e invista no Tesouro Direto. Não deixe seu dinheiro parado, faça-o trabalhar para alcançar seus objetivos financeiros.

abra-sua-conta-de-investimento

Conclusão

O Tesouro Direto é uma ferramenta poderosa para quem busca segurança, rentabilidade e diversificação em seus investimentos.

Com uma variedade de títulos e a facilidade de investir pela internet, ele se torna acessível a investidores de todos os perfis.

Não importa se você é iniciante ou experiente, o Tesouro Direto pode fazer parte da sua estratégia financeira e trazer bons rendimentos.

Lembre-se de que, como em qualquer investimento, é importante estudar, definir seus objetivos e entender seu perfil de investidor antes de tomar decisões.

Diversificar sua carteira e manter-se informado sobre o mercado financeiro são práticas essenciais para o sucesso. Bons investimentos!

Recomendar Conteúdo:
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Facebook

Quem leu essa matéria também gostou

Matérias mais lidas

Gostaria de receber novidades?

    Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

    WhatsApp
    LinkedIn
    Twitter
    Facebook

      Ei, tá curtindo o nosso Blog?

      Inscreva-se para receber as nossas novidades dicas financeiras exclusivas e conteúdo especial na sua caixa de entrada.




      Obrigado por se inscrever!