Fundos de ações, saiba o que são e qual o ideal para seu perfil!

fundos de ações

Investir em empresas por meio de ações é uma das maneiras mais eficazes de fazer o seu dinheiro trabalhar por você.

De acordo com uma pesquisa realizada pela XP Investimentos, o início do ciclo de cortes na Selic no segundo semestre de 2023 resultou no aumento de interesse por fundos de renda variável, com 65% dos investidores planejando ampliar a alocação em ações.

Confira a previsão do nosso economista-chefe para a Selic em 2024:

Pensando nisso, os fundos de ações se destacam como uma ótima alternativa para quem busca retornos expressivos no longo prazo.

Por se adequarem a diversas estratégias de investimento, esse tipo de fundo pode compor a carteira de investidores experientes e também dos que estão começando.

Essa é uma forma mais prática de investir em ações sem ter de operar diretamente na bolsa de valores. Além disso, são investimentos bem democráticos, que exigem aportes iniciais considerados baixos.

Por todas essas características, os fundos de ações estão se tornando cada vez mais populares entre os investidores brasileiros.

Quer saber como funciona esse investimento, os principais tipos e se vale a pena investir? Então, você precisa ler este artigo até o fim. Boa leitura!

O que são fundos de ações?

Os fundos de ações são fundos de investimento nos quais investidores combinam seus recursos financeiros para comprar ações de empresas.

Na prática, um gestor profissional gerencia o dinheiro dos investidores e distribui principalmente entre papéis de companhias listadas na bolsa de valores.

Pelo menos 67% do montante deve estar alocado em ações ou outros ativos relacionados a esse segmento, como BDRs, cotas de outros fundos de ações e certificados de depósitos de ações, por exemplo.

Sendo assim, ao investir em fundos de ações, você está indiretamente adquirindo ações de várias empresas, diversificando seu risco e potencialmente aumentando suas chances de obter bons retornos.

Lembrando que as ações representam frações do capital social de uma organização. Isso significa que quem as detém possui uma participação na propriedade e nos resultados da empresa.

Esse é um tipo de investimento muito recomendado para quem deseja investir na bolsa de valores sem precisar se dedicar à gestão da carteira.

fundos de ações

Como os fundos de ações funcionam?

Os fundos de ações funcionam por meio de uma estrutura de investimento coletivo. Os investidores interessados em participar do fundo compram cotas, que representam sua parcela de propriedade no fundo.

A gestão do fundo é realizada por um gestor profissional ou equipe de gestão, que toma decisões de investimento em nome dos cotistas.

Os gestores de fundos de ações são responsáveis por analisar o mercado, escolher as ações a serem compradas e vendidas e ajustar a carteira do fundo de acordo com as metas estabelecidas.

Os fundos de ações podem adotar diferentes estratégias de investimento, desde ações de empresas de crescimento até ações que pagam dividendos.

Isso permite aos investidores escolher fundos alinhados com seus objetivos financeiros.

Na criação do fundo, é definido o valor das cotas que serão vendidas, sendo que a soma de todas as cotas é equivalente ao patrimônio total do fundo.

O lucro do fundo varia conforme o desempenho dos ativos e será refletido na valorização das cotas.

A volatilidade é uma das características do fundo de ações. Por acompanhar o rendimento das ações, seu desempenho varia no dia a dia.

Outro ponto é que fundos de ações podem ainda ser classificados como ativos e passivos.

Os passivos buscam acompanhar a variação de determinado índice de referência de mercado e os ativos visam superar o retorno oferecido por esse determinado índice de referência, como o Ibovespa, por exemplo. 

Quanto aos custos, em todos os fundos é cobrada uma taxa de administração, que é um percentual do investimento e serve para remunerar os administradores e gestores do fundo.

Alguns fundos também cobram a chamada taxa de performance, uma remuneração por resultado que é cobrada pelo gestor por conquistar uma rentabilidade superior ao benchmark.

Já sobre a tributação, os impostos que incidem sobre esse tipo de aplicação são o IOF e o Imposto de Renda.

O IOF é cobrado apenas em regates feitos em menos de 30 dias, com a alíquota variando de 96% a 0%, de acordo com o prazo.

O IR é deduzido da rentabilidade do fundo, com alíquota de 15% cobrada na fonte, sempre no momento do resgate.

Vale a pena investir em fundos de ações?

A decisão de investir em fundos de ações depende de diversos fatores, incluindo seus objetivos financeiros, horizonte de investimento, tolerância ao risco e conhecimento do mercado financeiro.

Entretanto, podemos destacar algumas razões pelas quais muitos investidores consideram os fundos de ações uma escolha interessante:

Diversificação: Os fundos de ações são uma maneira fácil de diversificar seu portfólio. Como o dinheiro é investido em uma ampla variedade de ações, você está menos exposto ao risco de uma única empresa ou setor.

Profissionalismo: Os gestores de fundos de ações são profissionais experientes que dedicam tempo e conhecimento para tomar decisões de investimento bem informadas. Isso pode ser especialmente positivo para quem não tem experiência ou disponibilidade para acompanhar o mercado.

Liquidez: A maioria dos fundos de ações permite compra e venda de cotas diariamente, proporcionando alta liquidez.

Acesso a mercados globais: Alguns fundos investem em ações de empresas em todo o mundo, oferecendo acesso a oportunidades de investimento internacional.

Potencial de retorno: Embora os investimentos em ações possam ser voláteis, eles também têm o potencial de gerar retornos significativos a longo prazo.

No entanto, é importante reconhecer que os fundos de ações também têm desvantagens, como taxas de administração e desempenho sujeito às oscilações do mercado.

Antes de investir, é essencial avaliar seus objetivos, tolerância ao risco e custos associados aos fundos.

Quais os principais tipos de fundos de ações?

Existem diversos tipos de fundos de ações, cada um com estratégias e objetivos específicos.

Conhecer os principais tipos de fundos ajuda a escolher aquele que melhor se alinha com as suas metas financeira. Confira quais são os tipos mais comuns:

Fundo de ações de crescimento

Os fundos de ações de crescimento investem em ações de empresas com alto potencial de expansão, tanto de lucro quanto de valor de mercado.

Para isso, essas companhias geralmente reinvestem seus lucros para expandir seus negócios.

Como os fundos de ações de crescimento buscam a valorização das ações ao longo do tempo, eles são indicados para investidores que estejam dispostos a esperar e assumir riscos.

Fundo de ações de dividendos

Os fundos de ações de dividendos concentram-se em ações de empresas que têm histórico de distribuição de dividendos consistente.

Se você busca uma renda extra, essa pode ser uma boa opção, pois os dividendos são pagamentos regulares feitos aos detentores de ações.

Fundo de ações globais

Os fundos de ações globais investem em ações de empresas do mundo todo.

Esse tipo de fundo oferece diversificação internacional e a oportunidade de se beneficiar do crescimento econômico em diversas partes do planeta.

Por isso, são uma ótima alternativa para investidores que desejam exposição a diferentes mercados e economias.

Fundo de ações setoriais

fundos de ações

Os fundos de ações setoriais concentram-se em um setor específico da economia, como tecnologia, saúde ou energia.

Essa abordagem permite apostar em um setor que você acredita que terá um desempenho excepcional.

No entanto, isso também aumenta o risco do investimento, uma vez que a performance do setor pode ser volátil.

Fundo de ações small cap

Os fundos de ações small cap investem predominantemente em ações de empresas de menor capitalização de mercado.

Seguindo a classificação da Anbima, são considerados small caps as ações que não estiverem posicionadas entre as 25 maiores participações do IBrX (Índice Brasil), um dos índices de ações da B3.

Essas organizações têm um potencial de crescimento mais significativo, mas também são mais arriscadas.

Com isso, essa modalidade de fundo é indicada para investidores que estejam dispostos a assumir riscos maiores em busca de oportunidades de crescimento.

Como investir em fundos de ações?

Investir em fundos de ações é um processo relativamente simples. Aqui estão os passos que você pode seguir:

  1. Abra uma conta de investimento: Para investir em fundos de ações, você precisará de uma conta de investimento. Escolha uma instituição financeira confiável que ofereça acesso a uma variedade de fundos, como o Daycoval.
  2. Descubra o seu perfil de investidor: Os fundos de ações ficam expostos às variações do mercado. Por isso, são recomendados para perfis moderados ou arrojados. Preencha o formulário de suitability e conheça o seu perfil.
  3. Defina seus objetivos financeiros: Fundos de ações são recomendáveis apenas para horizontes de longo prazo de investimento. Portanto, aloque somente a parcela do seu portfólio destinada a longo prazo em opções que ofereçam maior volatilidade em busca de maior retorno. Lembre-se que aqui no Daycoval você pode contar com uma equipe especializada de assessores de investimentos para recomendar os produtos mais indicados para você alcançar as suas metas.
  4. Diversifique a sua carteira: Como os fundos de ações são produtos que apresentam maior risco e visam a um horizonte de longo prazo, certifique-se de que a sua carteira contenha uma variedade adequada de aplicações para equilibrar a relação risco x retorno, além de incluir uma parcela destinada ao curto prazo e com liquidez.
  5. Escolha os tipos de fundos:  Defina a sua a estratégia para compor a parcela de renda variável da sua carteira com base nos tipos de fundos existentes.
  6. Acompanhe seu investimento: Monitore regularmente o desempenho do seu investimento e faça ajustes conforme necessário para manter-se alinhado com seus objetivos.

Quer dar o primeiro passo em direção a essa modalidade de investimento versátil e rentável?

Aqui no Daycoval você encontra uma variedade de fundos de ações para investir seja qual for a sua estratégia e perfil de investidor.

Conte com o expertise da nossa equipe de assessores de investimentos para escolher o fundo ideal para você!

fundos de ações

Conclusão

fundos de ações

Em última análise, investir em fundos de ações pode ser uma maneira eficiente de fazer o seu patrimônio crescer ao longo do tempo, uma vez que eles oferecem diversificação, gestão profissional e acesso a uma ampla gama de estratégias de investimento.

Contudo, é importante estar bem informado e tomar decisões com base no seu perfil e objetivo.

Lembre-se de que a diversificação é uma chave para a gestão de riscos, e combinar diferentes tipos de fundos de ações pode ser uma alternativa para compor a parcela de risco do seu portfólio. Bons investimentos!

Recomendar Conteúdo:
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Facebook

Quem leu essa matéria também gostou

Matérias mais lidas

Gostaria de receber novidades?

    Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

    WhatsApp
    LinkedIn
    Twitter
    Facebook

      Ei, tá curtindo o nosso Blog?

      Inscreva-se para receber as nossas novidades dicas financeiras exclusivas e conteúdo especial na sua caixa de entrada.


      Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.


      Obrigado por se inscrever!

        Ei! Espera um minutinho, por favor!

        Inscreva-se no Blog Daycoval para receber as nossas novidades, dicas financeiras exclusivas e conteúdo especial na sua caixa de entrada.


        Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.


        Obrigado por se inscrever!