Como dolarizar o patrimônio? Conheça 5 estratégias!

como dolarizar o patrimônio

Navegar pelo mercado financeiro pode ser um processo bem desafiador em alguns momentos. Por isso, muitos investidores estão sempre em busca de estratégias para proteger e expandir seu patrimônio.

Levando em consideração que investir apenas no mercado nacional torna o risco da sua carteira mais concentrado, uma abordagem interessante que tem ganhado popularidade é a dolarização do patrimônio.

Além de trazer proteção contra flutuações cambiais, essa técnica também favorece a busca por boas oportunidades de rentabilizar com ativos de mercados internacionais.

Antigamente, ter investimentos em dólar era algo muito mais complexo do que atualmente. Hoje, esse tipo de alocação está muito mais acessível.

Ao ler este artigo, você irá compreender o que é a dolarização do patrimônio, como ela funciona e por que você deve considerá-la na sua estratégia de investimento.

Além disso, você aprenderá métodos práticos para dolarizar o seu patrimônio e diversificar ainda mais a sua carteira. Preparado para começar? Então, boa leitura!

O que é dolarizar o patrimônio?

Apesar de pertencer aos Estados Unidos, o dólar é uma moeda muito familiar ao brasileiro. Segundo um estudo realizado pelo Google Trends, desde 2004, a palavra “dólar” é mais pesquisada do que o termo “real” em terras brasileiras.

Confira o vídeo sobre como identificar uma nota de dólar falsa:

De forma objetiva, dolarizar o patrimônio implica em expor, total ou parcialmente, os seus ativos, como dinheiro, investimentos e bens, ao dólar americano.

Falando especificamente de uma carteira dolarizada, podemos dizer que é aquela composta por ativos referenciados no dólar, como ações negociadas na bolsa dos Estados Unidos, títulos do tesouro americano e fundos de investimento internacionais, por exemplo.

Com parte dos seus recursos direcionados para o mercado externo, seus investimentos passam a refletir as variações da moeda e da economia americanas.

Com isso, você fica menos exposto às oscilações locais e consegue capturar novas oportunidades para aumentar a rentabilidade do seu portfólio.

Como a dolarização de patrimônio funciona?

como dolarizar o patrimônio

A dolarização do patrimônio pode ser feita de diferentes maneiras. Uma das mais óbvias é a abertura de uma conta bancária em dólares para guardar dinheiro físico em moeda estrangeira.

Contudo, nos dias de hoje, existe uma forma mais prática e rentável de obter esse tipo de exposição, que seria o investimento em ativos financeiros negociados na B3, que conheceremos em detalhes mais adiante.

Por que dolarizar meu patrimônio?

Dolarizar o patrimônio pode ser uma estratégia inteligente por diversas razões.

Além de funcionar como um seguro contra a desvalorização da moeda local, oferece oportunidades de investimento que só podem ser encontradas em mercados estrangeiros. Confira todos os motivos a seguir: 

como dolarizar o patrimônio

Proteção contra desvalorização

Como já falamos, uma das principais motivações para a dolarização do patrimônio é a proteção contra a desvalorização da moeda local.

Em economias instáveis, como a do Brasil, a moeda local pode perder valor de forma bem rápida, o que impacta negativamente o poder de compra do investidor e o valor dos ativos.

O dólar é uma moeda reconhecida por sua força e representatividade na economia mundial. Muitas commodities que tem grande impacto sobre os mercados, como petróleo, minério de ferro e produtos agrícolas, são precificados em dólar.

Dessa forma, a moeda americana conta com uma demanda constante e tende a ser menos afetada pelas crises econômicas.  

Sendo assim, ao aportar parte dos seus recursos em ativos dolarizados, você reduz o risco de sofrer com variações cambiais drásticas e confere mais proteção à sua carteira.

As vantagens de ter parte da carteira dolarizada ficam muito evidentes quando acompanhamos a desvalorização do real frente ao dólar ao longo do tempo, como podemos ver no gráfico abaixo:

como dolarizar o patrimônio

Acesso a oportunidades globais

Dolarizar o seu patrimônio aumenta consideravelmente as suas opções de investimento, permitindo o acesso a mercados estrangeiros.

Isso possibilita investir em ações, títulos e fundos referenciados em dólares, ampliando o leque de oportunidades.

Diversificação

Todo investidor sabe que a diversificação do portfólio é uma estratégia fundamental para o gerenciamento de riscos.

Entretanto, diversificar não significa alocar recursos em uma variedade aleatória de aplicações.

Um dos princípios para obter proteção e preservar a rentabilidade da carteira por meio da diversificação é a seleção de ativos com correlação negativa, ou seja, que, historicamente, caminhem em sentidos opostos, compensando entre si eventuais perdas. Um exemplo disso seria o Ibovespa e o dólar.

Sendo assim, dolarizar o patrimônio é uma forma eficiente de proteger a carteira em caso de enfraquecimento da economia local.

Como dolarizar meu patrimônio?

Agora que você já conhece a importância da dolarização do seu patrimônio, vamos ver quais são as principais formas de aplicar essa estratégia à sua carteira de investimentos:

1 – Enviando dinheiro para o exterior

Enviar dinheiro para uma conta bancária internacional em dólares é uma opção comum de dolarização de recursos.

Porém, essa pode não ser a alternativa mais eficiente, já que o processo é, por vezes, oneroso e burocrático, pois envolve despesas com câmbio, impostos e outras taxas.

2 – Investimento em fundos internacionais

Investir em fundos de investimento que possuam ativos em dólares é outra estratégia de dolarização bem sucedida.

Práticos e versáteis, esses produtos proporcionam exposição à uma variedade de ativos financeiros globais, como títulos, moedas e ações de empresas estrangeiras.

Por contar com gestão profissional, esse tipo de fundo pode ser uma ótima porta de entrada para quem deseja iniciar a exposição a novos mercados.

3 – Comprando BDR’s

Os BDRs (Brazilian Depositary Receipts) são títulos de renda variável que representam ações de empresas estrangeiras negociadas na Bolsa de Valores brasileira, além de ETFs e títulos públicos internacionais.

Para a emissão de um BDR, uma instituição depositária realiza o investimento no exterior e deposita junto a um agente custodiante, o que impede que o investimento internacional seja vendido.

Em seguida, a instituição registra a documentação na CVM (Comissão de Valores Mobiliários) e emite o BDR lastreado no investimento internacional.

Na prática, para quem investe, a compra desses papéis oferece a oportunidade de ter exposição a ativos em dólares, sem a necessidade de realizar investimentos diretos no exterior.

4 – Adquirindo ETF’s

Os ETFs (exchange traded funds) ou fundos de índice são uma forma eficiente de investir em uma cesta diversificada de ativos em dólares, sem a necessidade de adquirir cada ativo individualmente.

Seu funcionamento é muito parecido com um fundo de investimento. A diferença é que as suas cotas são negociadas na B3.

Outra diferença em relação aos fundos de investimento é que os ETFs têm como meta acompanhar a performance de um índice de mercado.

Sendo assim, o portfólio é montado com ativos que compõem a carteira do benchmark escolhido. 

Na bolsa brasileira, é possível investir em ETFs que acompanham índices internacionais, como o conhecido S&P 500, formado pelas 500 maiores companhias dos Estados Unidos.

5 – Comprando Criptomoedas

Investir em criptomoedas, como o Bitcoin, é outra alternativa para desvincular o seu patrimônio das incertezas do real.

Afinal, o Bitcoin é frequentemente considerado um ativo digital global, sendo uma opção de investimento descentralizado da moeda local.  

Sendo assim, não podemos dizer que essa seja uma forma de dolarizar o patrimônio, e sim de globalizar.

Contudo, é importante ter em mente que esse tipo de investimento envolve um alto risco e pode ser bem complexo, já que cada criptomoeda funciona de acordo com as suas próprias regras e pode ser extremamente volátil.

Ainda tem dúvida sobre como transformar a sua carteira atual em um portfólio mais amplo com exposição na moeda americana? Fale com um de nossos assessores de investimentos!

Nossa equipe está pronta para realizar as melhores recomendações de acordo com o seu perfil de investidor e objetivos.

Abra a sua conta no Daycoval Investe e dê o primeiro passo para a dolarização do seu patrimônio.

como dolarizar o patrimônio

Conclusão

como dolarizar o patrimônio

Em resumo, a dolarização do patrimônio representa uma maneira eficaz de proteger e diversificar seus ativos financeiros.

Ao compreender o que é a dolarização, como funciona e seus benefícios, você está preparado para aproveitar as inúmeras oportunidades que estão atreladas à moeda americana.  

Se o seu patrimônio ainda está concentrado apenas em ativos vinculados ao mercado brasileiro, chegou a hora de repensar a sua estratégia e buscar mais rentabilidade e proteção com a dolarização da sua carteira. Bons investimentos!

Recomendar Conteúdo:
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Facebook

Quem leu essa matéria também gostou

Matérias mais lidas

Gostaria de receber novidades?

    Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

    WhatsApp
    LinkedIn
    Twitter
    Facebook

      Ei, tá curtindo o nosso Blog?

      Inscreva-se para receber as nossas novidades dicas financeiras exclusivas e conteúdo especial na sua caixa de entrada.


      Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.


      Obrigado por se inscrever!

        Ei! Espera um minutinho, por favor!

        Inscreva-se no Blog Daycoval para receber as nossas novidades, dicas financeiras exclusivas e conteúdo especial na sua caixa de entrada.


        Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.


        Obrigado por se inscrever!